em ,

Lista | 5 Coisas Bizarras em filmes da Pixar

Não há como não amar as animações da Pixar. Quem não ama simplesmente não tem alma, isso é um fato. De Toy Story, ignorando Carros 2, até Os Incríveis 2, o estúdio de animação já nos entregou alguns memoráveis filmes, que nos enchem de nostalgia e, dependendo, lágrimas (quem não chorou no início de Up, que atire a primeira pedra).

Claro que, alguns desses universos, não foram feitos para serem analisados a fundo – são como fábulas e o realismo está longe de objetivo dos filmes. Justamente por isso, decidimos nos divertir um pouco e olhar a fundo alguns detalhes de filmes da Pixar e certamente encontramos algumas coisas bizarras. Abaixo, cinco dessas coisas que mais nos chamaram a atenção.

Vamos lá!

Buzz finge ser brinquedo

Um dos pontos principais do primeiro Toy Story é o fato de Buzz não saber que é um brinquedo, o que proporciona algumas das melhores cenas do filme, claro. O personagem chega a ter um mental breakdown quando se dá conta da realidade e passa a se chamar de Dona Marocas.

Então, por que raios ele para de se mexer quando há humanos por perto? Ele não deveria continuar se mexendo, causando choque universal? Não faz muito sentido.

Os Clones de Andy

Essa daqui é difícil de perceber, mas em um momento do primeiro Toy Story, vemos Andy ao lado de seus amigos, durante sua festa de aniversário. O assustador é que todos eles são IGUAIS a Andy, com minúsculas diferenças, como cor de cabelo e roupa.

Evidente que a Pixar estava poupando tempo de criar personagens novos que somente apareceriam por segundos, mas ainda assim, não deixa de ser bizarro.

E se tivesse uma pessoa dentro do armário?

As portas dos armários em Monstros S.A. funcionam como portais para o mundo dos monstros. Quando esses portais são ativados, quem passar pela porta vai dar direto nesse universo paralelo. Mas o que acontece com a pessoa se ela estiver dentro do armário no momento que o portal for ativado? Ela morre? Ela fica em um “limbo” por um tempo (ou para sempre)? Jamais saberemos.

E se um brinquedo morresse?

Essa daqui é especialmente perturbadora.

O único indício que Toy Story nos deu sobre a morte de brinquedos é quando eles quase viram churrasco no terceiro filme, mas vamos extrapolar um pouco. E se um brinquedo morrer? A criança obviamente não ficaria sabendo disso e, se optasse por continuar brincando com esse boneco danificado, os outros ao redor veriam-no brincando com um cadáver!

O horror… o horror.

Por que os carros tem portas?

Muitas coisas não fazem sentido no universo de Carros, mas uma que particularmente chama a nossa atenção é o fato dos carros terem portas. Por que eles teriam, se ninguém vai entrar neles? Será que os humanos já existiram em algum ponto? Será que os carros são formas de inteligência artificial que tomaram conta do planeta, dizimando toda a raça humana, que agora são usados para produzir combustível?

Não faz sentido, mas rende umas teorias boas.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Guilherme Coral

Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

filmes esqueciveis

Lista | Os Filmes ‘prequel’ mais Esquecíveis de Hollywood

david cronenberg série tv

David Cronenberg trabalha em nova série de TV