em

Lista | Os 10 Melhores Filmes de Casas Mal-Assombradas

Quem não ama uma boa história de terror para arrepiar até o último fio de cabelo? Para tentar dormir na calada da noite e ainda assim não ser capaz de pregar os olhos e cair em sono profundo. Realmente, o gênero do terror é uma excelente forma de experimentar essa adrenalina sem que sua vida entre em risco verdadeiro.

Porém, mesmo que tenhamos histórias de florestas malditas, mutantes loucos, alienígenas devoradores de gente, palhaços assassinos, namoradas psicopatas, lobisomens amaldiçoados e uma infinidade de monstros, acho que nada consegue assustar mais do que uma boa e velha história de casa mal-assombrada.

Há um bom motivo para eu pensar isso. De todos os males que o gênero pode te prover, o filão das casas mal-assombradas nos jogam em uma situação de completa vulnerabilidade. Não há paz no banheiro, na sala, nos quartos, nos porões, na cozinha, em lugar nenhum. Logo, ao projetarmos nosso cotidiano na jornada dos desafortunados proprietários desses imóveis malditos, pensamos como lidaríamos com uma situação tão desconfortável.

Uma nova iteração do Horror de Amityville chegará aos cinemas nesta semana deixando essa lista de recomendações mais do que apropriada. Tentei abranger diversas décadas do cinema de terror, além de filmes que fujam do tradicional hollywoodiano. Sabendo disso, vamos a lista!

10. Intermediário do Diabo (1980)

Um clássico oitentista obrigatório para todo fã desse subgênero. Na narrativa, acompanhamos a mudança de John Russell para uma antiga pequena mansão. Porém, seus dias de paz são interrompidos quando descobre que a casa está possuída pelo espírito de um garoto assassinado ali décadas atrás. Há quem diga que o filme retrata os acontecimentos reais da vida do roteirista do longa, Russell Hunter. Também foi uma das obras que inspiraram Ringu – a versão original de O Chamado.

9. Sobrenatural (2011)

Antes de se tornar uma obra insana durante o terceiro ato, Sobrenatural é uma ótima experiência assustadora de casa mal-assombrada. Como sempre, uma família muda para uma nova morada, mas tudo vira um inferno quando o filho caçula vê uma criatura no sótão e entra em um misterioso coma. Depois disso, a família passa a ser assombrada por diversas entidades bizarras, incluindo um demônio. O único modo de salvar a casa é também salvando o filho do coma. James Wan constrói a atmosfera com bastante afinco e consegue extrair verdadeiro medo mesmo através das encenações mais clichês.

8. Poltergeist – O Fenômeno (1982)

Um clássico que só assusta criancinhas, mas ainda assim, um clássico. O infame filme dirigido por Steven Spielberg (não oficialmente), também acompanha o inferno de uma família após se mudarem para uma casa cheia de fenômenos sobrenaturais conhecidos como poltergeists. Porém, tudo piora quando a filha caçula é sequestrada pelos fantasmas ao ser puxada para a zona morta através da estática da televisão. Sim, uma bizarrice completa que acabou influenciando diversas outras obras até mesmo como o filme listado acima.

Se nunca viu, vale muito a pena dar uma olhada para ver Spielberg dominando a encenação de terror em diversas cenas icônicas que marcaram uma geração. As sequências, apesar de mais fracas, aumentam a mitologia dessa franquia e também merecem atenção. Agora do remake, apenas passe longe, muito longe.

7. Hausu (1977)

Um misto de terror com comédia em uma história surrealista que cai muitíssimo bem para ver com os amigos e se divertir bastante. O filme já é mais original por não se concentrar no clássico “família muda para”, mas sim em mostrar a visita de um grupo de amigas até a casa esquisita de uma tia das garotas. Depois que a misteriosa tia some e o inferno começa a acontecer, a casa e seus utensílios passam a devorar as garotas uma a uma enquanto lutam por sobrevivência.

A proposta surreal e cartunesca veio da vontade do diretor japonês em adaptar os medos peculiares da filha pré-adolescente. Podemos confirmar que os medos realmente são únicos e bastante originais. Abrace o trash e a tosquice para poder aproveitar esse daqui.

6. O Grito (2002)

O Grito deve ser um dos filmes mais perturbadores que um cinéfilo possa experimentar enquanto vasculha clássicos do cinema oriental de terror. Antes de virar um fenômeno mundial, o filme tinha a simples proposta de mostrar a assombração como uma doença contagiosa. Ou seja, qualquer cidadão que se aventurasse a morar na casa onde uma mulher e um garoto foram brutalmente assassinados, eram assombrados mesmo que saíssem do lugar imediatamente. A proposta é interessante até hoje, além da direção de Takashi Shimizu ter sustentado o filme e sua atmosfera maldita com eficiência.

5. Invocação do Mal (2013)

Mesmo que tenhamos a grande estreia dos casos do casal Warren em uma grande produção da Warner, Invocação do Mal se sustenta fantasticamente bem em sua primeira metade concentrada nas desventuras da família Perron, assombrada desde que mudaram para uma sinistra fazenda isolada em Rhode Island. Desde brincadeiras perversas até aparições horrorosas enquanto os Warren não chegam, James Wan se diverte e nos assusta tremendamente com o suspense torturante de diversas cenas noturnas. É um dos filmes mais assustadores da lista.

4. O Orfanato (2007)

J.A. Bayona hoje já é um nome consagrado do cinema mundial, porém podemos afirmar que o ponto da virada de sua carreira se concentra com essa simples, tocante e assustadora história que levou mais de uma década para chegar às telas. Nela, acompanhamos o retorno de uma órfã para o orfanato no qual cresceu. Como virou uma mulher bem-sucedida, deseja ajudar outras crianças que passam pela mesma situação triste que passou na infância. Porém o cenário passa a mudar quando percebe que o seu velho orfanato sofre com assombrações diversas que levam a muitas tragédias.

3. Os Outros (2001)

Alejandro Amenábar ousa bastante com os caminhos que Os Outros toma durante toda a narrativa. Primeiro que se trata de uma história de assombração situada em 1946, logo depois do fim da Segunda Guerra. Temos a estranha família de Grace (muito bem interpretada por Nicole Kidman) vivendo em uma antiga casa com seus criados. Porém, eles passam a experimentar diversas manifestações sobrenaturais ocorrendo pela casa conforme os dias passam.

Sim, parece uma história trivial, mas não é. O final vai te surpreender.

2. Desafio do Além (1963)

Apesar do nome sem-noção, Desafio do Além foi a primeira e a melhor adaptação do clássico de horror da literatura A Assombração da Casa da Colina. Dirigido pelo grande Robert Wise, o filme traz a desconfortável história de Eleanor, uma mulher já traumatizada por encontros sobrenaturais, acompanhando a investigação de uma mansão mal-assombrada à procura de fantasmas. E como dizem, quem procura, acha e Eleanor passa a perder sua sanidade.

1. O Iluminado (1980)

Considerado como um dos melhores filmes do século XX, O Iluminado é um festival de competência de Stanley Kubrick. A atmosfera que o diretor consegue incutir em seu filme amedronta só de lembrar dos corredores infinitos do Hotel Overlook e seus quartos com hóspedes fantasmas. A história da família Torrence e seu isolamento de inverno no hotel maldito sempre marcará os corações e os piores medos de todos os fãs de um bom filme.

Kubrick consegue ir muito além do mero filme de terror ao criar uma das melhores obras-primas de sua carreira. Indispensável.

Existem sim mais filmes que valem a menção para procurarem caso gostem muito mesmo desse tipo de história. Não deixamos de recomendar A Casa dos Maus Espíritos (1959), um história de terror camp na qual um ricaço convida sete pessoas para passarem a noite em sua casa dita mal-assombrada. Quem sobreviver até o alvorecer do dia ganha dez mil dólares. Outro que até mesmo Martin Scorsese recomenda é Os Inocentes (1961) que acompanha a tragédia pessoal de uma mulher sofrendo com traquinagens endiabradas de seus sobrinhos levando a dúvida se as crianças estão possuídas pelo demônio.

Participe também da lista e diga sua sugestão abaixo!

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Leave a Reply
  1. Depende muito. Eu classifico mais como animação infantil que flerta com suspense e terror. É mais uma comédia paródica, como Paranorman, não?
    Abs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Twin Peaks | O Final Explicado