em ,

Matt Damon nega acusações de tentar impedir o artigo do New York Times acerca de Harvey Weinstein

Matt Damon deu sua reposta frente às acusações de que Harvey Weinstein pediu ajuda a ele para refrear uma história do jornal The New York Times sobre os casos de abuso sexual do produtor. O artigo estava alegadamente sendo produzido mais de uma década antes da reportagem ser publicada nos últimos dias.

A fundadora do The WrapSharon Waxman, declarou que estava trabalhando para o jornal à época, e que Weinstein pediu para que Damon ligasse para ele para falar positivamente sobre o produtor Fabrizio Lombardo, que estaria envolvido nos esquemas de assédio de Weinstein. Entretanto, em uma entrevista com o site Deadline, Damon declarou que não sabia qual era a história de Waxman quando ligou. “E para constar, eu nunca, nunca, nunca tentaria matar uma história como essa”, o ator declarou. “Eu simplesmente não faria isso. Por ninguém”.

Waxman, desde então, deu suporte para a declaração de Damon. “Ele me ligou brevemente, não foi informado – e não deveria, no caso – sobre o aspecto investigativo do texto”, ela escreveu no Twitter.

A declaração vem logo depois do Times desconsiderar as acusações de Waxman que o artigo não fora publicado por pressão de Weinstein. “Sharon teve mais de uma década para correr atrás dessa história, que não estava incumbida nem a mim nem a qualquer outro editor do New York Times“, Jonathan Landman, ex-editor do jornal, declarou ao site Politico.

Ainda falando com o Deadline, Damon falou sobre suas interações com Waxman. “Se bem me lembro, seu texto falava sobre Russell [Crowe] e eu havia ligado e falado sobre nossa experiência com Fabrizio”, declarou. “Foi sobre isso que falamos, e por isso estou muito surpreso de ver tudo voltando à tona. Nunca estive em conspiração de nada. Nós nos apoiamos um no outro, o tempo todo, e eu nem fiz o artigo dela”. Além disso, o ator assumiu que Crowe estava envolvido no mesmo escopo. “Russell trabalhou lá também e deve ter conhecido Fabrizio em sua capacidade profissional, visto que estava comandando a Miramax italiana. Ele deve ter feito um filme para Harvey na época, e deve ter tido o mesmo tipo de conversa com [Waxman]. Porque nada do que ele disse entrou para o artigo. Só a menção dos nossos nomes”.

Damon trabalhou com o produtor em diversos filmes, e disse que nem todos estavam cientes das ações de Weinstein, incluindo ele próprio.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Thiago Nolla

Thiago Nolla faz um pouco de tudo: é ator, escritor, dançarino e faz audiovisual por ter uma paixão indescritível pela arte. É um inveterado fã de contos de fadas e histórias de suspense e tem como maiores inspirações a estética expressionista de Fritz Lang e a narrativa dinâmica de Aaron Sorkin. Um de seus maiores sonhos é interpretar o Gênio da Lâmpada de Aladdin no musical da Broadway.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Mulher-Gato | Michelle Pfeiffer diz que adoraria interpretar a personagem de novo

Harvey Weinstein contrata Patricia Glaser para investida contra sua demissão da Weinstein Company