Morreu nesta quarta-feira, em São Paulo, o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, aos 74 anos de idade. Rubens estava internado no Hospital Samaritano, em SP, desde o dia 23 de maio, após sofrer um desmaio causado por uma arritmia cardíaca. Bia Venturini, assessora de imprensa do crítico confirmou a informação.

Dentre os críticos de cinema era o mais famoso de todos, tendo comentado o Oscar em diversas oportunidades pela TV para os brasileiros, sendo que apareceu com destaque nas cerimônias transmitidas na Globo e no canal por assinatura TNT.

Desde criança o crítico tomou como rotina anotar todos os filmes vistos em um caderno, além de outras informações a respeito da produção, como o nome do diretor e do elenco. Começou sua carreira no jornal A Tribuna, além de ter trabalhado em outros grandes jornais, como O Estado de S. Paulo. Sua vida com o cinema se iniciou já nos anos 1970, primeiro trabalhando como ator, com o seu papel em As Gatinhas (1970).