em ,

Netflix declara estar ‘profundamente conturbada’ com as alegações feitas sobre Kevin Spacey

FILE - In this Sunday, March 2, 2014, file photo, actor Kevin Spacey arrives at the Oscars on , at the Dolby Theatre in Los Angeles. Spacey greeted Maryland lawmakers at a wine bar Friday night, March 21, 2014, to help promote an expansion of a tax credit for filming movies and television shows in the state. (Photo by Jordan Strauss/Invision/AP, File)

Netflix e a produtora responsável por House of Cards, a Media Rights Capital, divulgou uma declaração hoje, 30, dizendo que estão “profundamente conturbados” pelas alegações feitas contra o produtor executivo e astro da série, Kevin Spacey.

“A Media Rights Capital e a Netflix estão profundamente conturbadas pelas notícias a respeito do comportamento de Kevin Spacey”, as companhias disseram em uma declaração conjunta. “Em resposta às revelações de ontem à noite, os executivos de ambas as empresas chegaram em Baltimore nesta tarde para uma reunião com o elenco e a equipe do show, para garantir a eles segurança e apoio. Como já havia sido programado, Kevin Spacey não está trabalhando no set de gravações neste momento”.

A declaração foi enviada momentos depois do serviço de streaming anunciar que a sexta temporada será a última de House of Cards.

As notícias concernem a respeito da revelação de que Anthony Rapp, ator de Star Trek: Discovery, foi assediado sexualmente por Spacey quando tinha 14 anos. O ator, em resposta, publicou em sua conta oficial do Twitter suas “mais sinceras desculpas” para Rapp logo depois das alegações se tornarem públicas no site Buzzfeed. Em seu texto, o ator disse não se recordar do incidente, além de assumir sua homossexualidade.

Entretanto, a decisão de Spacey de pedir desculpas e se declarar gay possibilitou abertura para críticas ferrenhas de várias figuras públicas de Hollywood. A presidente e CEO da GLAADSarah Kate Ellis, emitiu uma terceira declaração dizendo que “histórias de aceitação sexual não devem ser usadas como escapes para alegações de assédio sexual. Esta não é a história de Kevin Spacey se assumindo, mas sim como Anthony Rapp e todos os outros que sofreram abusos conseguiram sobreviver. A mídia e o público não deveria acobertar o caso”.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Thiago Nolla

Thiago Nolla faz um pouco de tudo: é ator, escritor, dançarino e faz audiovisual por ter uma paixão indescritível pela arte. É um inveterado fã de contos de fadas e histórias de suspense e tem como maiores inspirações a estética expressionista de Fritz Lang e a narrativa dinâmica de Aaron Sorkin. Um de seus maiores sonhos é interpretar o Gênio da Lâmpada de Aladdin no musical da Broadway.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Blade Runner 2049 | Saiba como foi feita a peculiar cena de sexo do filme