em ,

Netflix e Porta dos Fundos se posicionam a respeito de Especial de Natal com Jesus gay retirado do ar

Após uma determinação da Justiça do Rio ter pedido que a Netflix e o Porta dos Fundos retire do ar o Especial de Natal do Porta dos Fundos, o serviço de streaming e a produtora se pronunciaram pelas redes sociais nesta quinta-feira (09).

Pelo Twitter o Porta dos Fundos disse ser “contra qualquer ato de censura, violência, ilegalidade, autoritarismo e tudo aquilo que não esperávamos mais ter de repudiar em pleno 2020.” E na série de tuítes disse acreditar “no Poder Judiciário em manter a defesa histórica da Constituição Brasileira”.

A Netflix também usou as redes sociais para se manifestar favorável ao especial. “Sobre o especial do Porta dos Fundos: apoio fortemente a expressão artística e vou lutar para defender esse importante princípio, que é o coração de grandes histórias.”

Por enquanto, o Especial de Natal do Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo continua disponível para os assinantes da Netflix.

Na tarde de ontem o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, comentou que o caso trata-se de um caso de censura. O especial de natal vem gerando polêmica desde sua estreia ao trazer Gregório Duvivier interpretando Jesus gay, que vive um relacionamento com o personagem de Fábio Porchat.

O que você achou desta publicação?

Redação Bastidores

Publicado por Redação Bastidores

Perfil oficial da redação do site.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Lanchonete Wendy’s deixa o Brasil

Nicholas Hoult entra para o elenco de Missão Impossível 7 e 8