Os filmes de terror estão cheios de histórias em que crianças são possuídas por algum demônio e começam a praticar maldades contra pessoas desconhecidas ou da família. E ocorreram casos no mundo real em que mães disseram estarem os filhos possuídos pelo diabo. Aqui estão alguns casos bizarros conhecidos. 

O primeiro caso ocorreu na Colômbia, em 2012, e envolve Ana Feira Santos que diz ser o seu filho do diabo. Segundo Ana, a mãe da criança, o recém nascido de apenas quatro semanas de idade, já conseguia andar e até produzir fogo. Ela disse que ficou muito feliz com o nascimento da criança. O garoto tinha algumas anormalidades, o que lembrava o caso do filme A Profecia de 1976, em que a mulher deu a luz ao filho do anticristo.

No caso de Ana, ela dizia que o filho se escondia pela casa e dava gargalhadas com uma voz estranha, e que tinha olhos intimidadores. Em entrevista a uma rádio local Ana disse que o menino andava como um adulto e que se escondia hora dentro da mala, hora dentro da máquina de lavar. Os vizinhos que moram perto de Lorca, dizem que o menino tem um espírito maligno dentro de si, capaz de produzir fogo

A família encontrou marcas de fogo nas roupas e no sofá. Tal fato gerou uma onda de ódio, em que pessoas da cidade realizaram ataques à casa da família, atirando pedras no lugar durante a noite. Na época o Instituto colombiano de bem estar familiar, a igreja católica e a polícia nacional investigaram o caso de que magia negra estivesse envolvida, mas alegaram que tudo era falso e desconfiaram que a criança estava sendo abusada. Não há informações desde 2012 do que aconteceu com a criança.

Outro caso ocorreu na cidade de Nova York, em um distrito da cidade, quando uma mãe jogou uma criança recém-nascida do quarto andar do apartamento, não sobrevivendo à queda. O motivo da mulher de 21 anos ter cometido o crime, segundo ela, foi o de seu filho estar possuído pelo demônio, encontrando como única saída matar a criança. O assassinato aconteceu em 7 de agosto de 2015, e haviam 6 pessoas além da mãe no apartamento que comprovaram para a polícia que a criança estava possuída pelo demônio. A mulher foi acusada de assassinato em segundo grau.

Em 2009, no Texas, ocorreu o caso de Otty Sanchez, em que ela desmembrou e mutilou o seu filho de três semanas de vida, e parte do corpo da criança foi mastigada. Ela disse aos policiais que o diabo a havia obrigado a fazer isso. Ela foi considerada competente pela polícia para ser julgada pelo crime. Porém, após alguns exames foi constatado que tinha problemas psiquiátricos e que não estava sã. Em 2010 foi considerada insana e foi levada a um instituto psiquiátrico. Antes de seu filho nascer ela havia procurado ajuda médica.

O caso mais famoso envolve a lendária Marie Laveau, conhecida como a Rainha do Voodoo, e que praticava feitiços durante o século 19. Algumas pessoas eram curadas através de sua magia. Uma das conhecidas de Marie se chamava Camille que tinha um pretendente que ficou chateado por ela escolher outro rapaz para se relacionar. Esse rapaz então procurou Marie para realizar uma maldição para Camille. E algum tempo depois Camille ficou grávida e começou a relatar pesadelos piores do que tinha antes de ter o bebê.

Camille morreu durante o parto, e de acordo com a lenda a criança era bastante estranha. A criança em vez de cabelo tinha duas elevações que lembravam chifres, e nas mãos e pés haviam garras que lembravam a de um animal selvagem, e seu corpo era todo escamado. Esse caso ficou conhecido como o bebê diabo da Bourbon Street.

Alguns casos podem ser apenas lenda, ou podem ter origem em distúrbios psiquiátricos envolvendo as mães das crianças, mas que esses casos deixam qualquer um arrepiado e assustado, isso deixa sem dúvida alguma.