Nesta última terça-feira, 11, durante a abertura do fórum científico anual da Rússia, PROJECT, sediado na cidade de Yaroslavl, o público conseguiu dar uma olhada em Boris, um robô de avançada tecnologia que ganhou as manchetes dos diversos jornais nacionais, sendo chamado de “o robô mais moderno do país”. Entretanto, Boris não era exatamente uma máquina.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Bastante similar a Asimo, o robô humanoide da Honda, Boris consegue andar e falar, realizar cálculos matemáticos e até mesmo dançar, como foi demonstrado durante o painel. O público, formado majoritariamente de jovens estudantes, ficou impressionado pelas habilidades avançadas da máquina. Porém, algumas coisas ficaram meio soltas e os usuários da internet começaram a notá-los. Primeiro, as pessoas começaram a se perguntar onde os sensores de Boris se localizavam, visto que sua cabeça apenas trazia luzes de LED para os olhos e a boca. Como ele conseguia performar tudo aquilo sem sensores?

Logo depois, uma controvérsia acerca de suas capacidades de conversação surgiu. Ele não trazia nenhum alto-falante em sua estrutura, nem sequer microfones, mas uma voz robótica era ouvida dentro do hall quando lhe faziam perguntas. Vários se convenceram de que sua voz era, na verdade, pré-gravada.

Boris deveria ser o robô mais avançado já criado na Rússia, mas ninguém nunca havia ouvido falar de seu projeto. Como os cientistas arquitetaram um lançamento perfeito sem o vazamento de uma só informação? Além disso, o público notou que seus passos de dança eram estranhos e naturais de mais para serem colocadas dentro do sistema de uma máquina.

Finalmente, a principal questão residia sobre a caracterização do robô. Por que ele se parecia tanto com outros robôs humanoides? E uma rápida pesquisa no Google revelou que o traje na verdade estava comercialmente disponível em um site chamado Alesha Robot Costume. Inclusive, ela pode ser sua por meros 3765 dólares.

A verdade é que, por debaixo da carcaça metálica, não havia fios conectados, placas de vídeo ou quaisquer outras coisas, e sim um homem. Uma das fotos divulgadas recentemente pelo TJournal mostra claramente o pescoço de um homem sob o traje. Logo depois das revelações, os vídeos foram removidos – mas a vergonha em rede nacional permaneceu e ainda permanecerá.

Comente!