em , ,

Olhos Que Condenam | Netflix sofre processo por causa da série

Segundo o site TMZ, novamente a Netflix é processada devido a minissérie Olhos Que Condenam.

O novo episódio envolve a promotora Linda Fairstein, que esteve envolvida diretamente no caso que acabou originando a série. Ela resolveu abrir um processo por difamação contra a diretora Ava DuVernay, contra a Netflix e também contra a co-roteirista Attica Locke.

Fairstein alega que o serviço de streaming difamou sua imagem por tê-la apresentado como “uma vilã racista e sem ética, que está determinada a prender crianças inocentes de cor.”

Ainda de acordo com o TMZ, a promotora diz nunca ter usado palavras racistas e diz não ter ocultado provas que poderiam inocentar os garotos condenados.

A Netflix respondeu dizendo que “O processo leviano de Linda Fairstein não tem mérito algum. Nós pretendemos defender Olhos que Condenam vigorosamente, assim como Ava DuVernay, Attica Locke e a incrível equipe por trás da série.”

A promotora não está contente de ter sua imagem assimilada com a da personagem Felicity Huffman, e diz que a difamação feita pela série destruiu a sua carreira.

John E. Reid and Associates já havia processado em 2019 a Netflix devido a uma cena que dava a entender que aconteceu coerção durante o interrogatório.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Gabriel Danius

Jornalista e cinéfilo de carteirinha amo nas horas vagas ler, jogar e assistir a jogos de futebol. Amo filmes que acrescentem algo de relevante e tragam uma mensagem interessante.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Mulher-Gato descobre que está gravida em prévia da nova HQ

Confira o que entra no catálogo da Netflix em Abril