O caso do famoso médium João de Deus se complica cada vez mais. Com mais de 70 acusações de assédio e estupro nas costas, ninguém quer mais contato com o indivíduo que terá de responder a muitos processos na Justiça. 

Enquanto o filme biográfico sobre João de Deus ainda segue aprovado na Lei do Audiovisual podendo captar mais de 7 milhões de incentivo, a Paris Filmes teve a honrada decisão de parar a comercialização do documentário João de Deus – O Silêncio é uma Prece

Lançado em maio deste ano nos cinemas, o longa estava disponível em diversas plataformas digitais.

O anúncio ocorre um dia após a editora Companhia das Letras suspender a distribuição do livro João de Deus: Um Médium no Coração do Brasil, publicado pelo selo Fontanar em 2016. O livro é de autoria de Maria Helena Pereira Toledo Machado.

O filme traz entrevistas com o médium e fãs, tais como a atriz Cissa Guimarães, que também é narradora da produção. Além disso, mostra imagens das chamadas “cirurgias espirituais” nas quais João de Deus usa utensílios domésticos, como faca de cozinha e tesoura, para realizar cortes e incisões.