O Procon-SP notificou nesta sexta-feira (29) as redes de fast-food McDonald’s e Burger King por causa de problemas no processo de pagamento das ofertas oferecidas pelas duas empresas no dia da Black Friday que ocorreu nesta sexta.

As duas redes criaram durante toda a semana as mais diversas promoções para conseguir clientes, mas esta batalha pode sair bastante cara para ambas empresas, pois as companhias deverão responder a um processo administrativo, e podem até mesmo serem multadas pelo Procon, isso segundo nota divulgada pelo órgão vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania.

A promoção do Burger King e do McDonald’s ocorreu de uma forma diferente do que os clientes estavam habituados, via Mercado Pago, fintech que oferece soluções de pagamentos do Mercado Livre, e que sofreu instabilidades no dia, ficando fora do ar, nesta sexta-feira (29)

“A publicidade veiculada informava que o consumidor só teria direito a oferta caso fosse realizada pelo aplicativo, porém as equipes de fiscalização verificaram que várias lojas das referidas lanchonetes estavam com o sistema inoperante. Assim, o consumidor não consegue adquirir o lanche pelo valor promocional ofertado”, argumentou o Procon.

Em nota divulgada à imprensa, o Mercado Pago informou que as transações via pagamento pelo Código QR nas redes parceiras voltaram a funcionar “após um breve período de instabilidade no sistema”.

O Mercado Pago ainda informou que mobilizou equipes para estarem nas lojas parceiras para ajudar a tirar dúvidas dos compradores e vendedores na hora das compras.

Confira uma foto que rodou na internet de um dos estabelecimentos do Burger King com a promoção fora do ar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tanto o Burger King quanto o McDonald’s confirmaram a instabilidades em suas redes. No caso do Burger King, em nota, afirmou que junto com o Mercado Pago estava trabalhando para que situações como essa não voltassem a ocorrer. Já o McDonald’s disse em nota que o problema ocorreu devido à “instabilidade inesperada do sistema, gerada pela grande demanda”.

Confira o vídeo divulgado pelo Procon-SP: