Os leopardos negros são animais extremamente raros, tanto que os especialistas não fotografaram ou avistaram nenhum desse espécime há tempos. Apenas 11% deles são pretos e a última vez que um leopardo negro havia sido avistado foi na África, mais especificamente na região de Addis Abeba, na Etiópia, no ano de 1909.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Foi nesta primeira observação que o animal foi catalogado, pois antes não havia a consciência da existência dele. O biólogo Nicholas Pilfold decidiu ir atrás de tentar fotografá-lo e confirmar que os leopardos negros ainda existem. Após meses de tentativas foi agraciado com uma conquista. As imagens encontradas logo abaixo foram feitas na região no Quênia, local bem mais ao sul do primeiro registro feito há cem anos. (Nas histórias em quadrinhos da Marvel Wakanda, lugar em que reside o herói Pantera Negra, faz fronteira com o Quênia).

A equipe de biólogos faziam uma investigação para realizar a contagem da população de leopardos em um lugar próximo ao condado de Laikipia. Em 2018 os investigadores colocaram várias câmeras escondidas no lugar.

Em entrevista à CNN, Nicholas Pilfold disse que a partir dos relatos de pessoas locais colocaram ainda mais câmeras na região que as pessoas disseram ter avistado o animal, até que depois de meses conseguiram diversas imagens dela.

Confira as imagens do registro histórico:

Comente!