O Grito é uma das franquias mais assustadoras do cinema, sua versão japonesa, lançada em 2003, e o remake feito por Hollywood em 2004, estão recebendo um reboot.

A produção que vem sendo desenvolvida pela Sony teve uma informação divulgada, nesta terça-feira (15), que pode dizer muito sobre o que será o filme

Em um tweet publicado pelo Exhibitor Relations, O Grito irá receber classificação indicativa para maiores de 18 anos, no caso dos EUA a categoria R.

A classificação etária se deve ao fato do longa conter “violência perturbadora, imagens sangrentas, terror e linguagem forte”.

Nicolas Pesce será o diretor de O Grito, que chega aos cinemas no dia 3 de janeiro de 2020.