em ,

Recém-falecido, vida de Asa Branca virará filme

Morto na terça-feira, dia 4, em decorrência de um câncer na mandíbula, o locutor Asa Branca pode ter sua vida transformada em filme.

O filme vai se chamar Asa Branca – A Voz da Arena e está em fase de captação de recursos através da Lei Rouanet e da Lei do Audiovisual.

Apesar da coincidência com a morte de Asa Branca, o projeto é antigo. Foi aprovado na Ancine em 2016, quando obteve autorização para captar R$ 7,3 milhões via lei do audiovisual – dois quais conseguiu levantar apenas R$ 2,2 milhões até o fim de 2019.

O próprio Asa Branca foi consultado durante o tratamento do roteiro e concepção do filme, que resumirá sua vida da juventude aos últimos dias, com cenas com animais reais e rodadas em rodeios no Estado de São Paulo.

A apresentação do longa promete abordar temas polêmicos de bastidores, como o abuso de drogas, a atividade sexual desregrada que resultou em HIV e a crueldade da indústria do rodeio com os animais.

O longa tem roteiro de Fernando Honesko, responsável pela série Gigantes do Brasil, da History Channel, e a direção está a cargo de Guga Sander, que comandou recentemente a série Ilha de Ferro, da Globoplay.

Segundo o UOL, há negociações com o ator Emilio Dantas para assumir o papel principal. Mas nada foi fechado ainda, por conta da falta de um cronograma de produção, que busca fechar parceiros para viabilizar a filmagem.

A perspectiva é começar as gravações ainda este ano, visando um lançamento até o fim de 2021.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Atriz chorou por 30 minutos depois de ler roteiro de filme da Netflix

Harrison Ford elogia Greta Thunberg e faz critica contra a política de imigração americana