De acordo com o TMZ, Stan Lee teve seu sangue roubado em outubro de 2017 por um antigo parceiro de negócios. Aparentemente, o empresário teria forjado documentos, que dariam a ele o direito de coletar algumas amostras de sangue, e os entregado à enfermeira de Stan Lee. Ainda segundo o site, a enfermeira foi obrigada a coletar algumas amostras, tantas que chegaram a deixar Stan Lee tonto.

Ninguém sabe dizer para que tais amostras foram coletadas, mas acreditam que a finalidade é para criar canetas ligadas à marca da Marvel e de Stan, que teriam, ao invés de tinta, sangue. A equipe de Lee teria contratado o advogado Jonathan Freund para investigar o caso.

Além disso, a equipe de Stan acredita que esse mesmo empresário roubou 300 mil dólares da lenda dos quadrinhos. Claro que tudo pode ser um rumor e, considerando o absurdo desses relatos, não ficaríamos impressionados que, de fato, sejam.

Comente!