Na edição do Oscar, que ocorreu no último domingo (24), a Netflix foi uma das maiores vencedoras na noite. Isso porque o diretor Alfonso Cuáron levou o prêmio em três categorias, incluindo melhor diretor, com o seu filme Roma, produzido pelo serviço de streaming.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

O diretor Steven Spielberg quer que casos como o de Roma não voltem a acontecer e quer evitar que filmes da Netflix sejam indicados na categoria de melhor filme. Informação é do site Indie Wire.

O diretor de clássicos como Inteligência Artificial e Tubarão quer que os filmes da Netflix concorram no Emmy e não ao Oscar, justamente por crer que os filmes de TV já tenham uma premiação própria, e para isso pede que mudanças sejam feitas nas regras de escolha da Academia.

As queixas são muitas por parte do diretor, que acredita ter bastante diferença entre um serviço de streaming e cinema, principalmente quanto ao lançamento. Steven não acha justo a Netflix ter colocado 50 milhões de dólares para a campanha de Roma no Oscar e nem pelo fato da Netflix não dizer qual a bilheteria do filme nos cinemas, e ainda por Roma não ficar nem um mês nas telonas nos EUA. No Brasil, Roma, ficou pouquíssimos dias nos cinemas e apenas em alguns estabelecimentos.

Segundo as informações, em abril uma reunião pode decidir se haverá ou não mudanças nas regras para a próxima edição do Oscar, em 2020.

Comente!