Segundo estudos do observatório CHIME, na Columbia Britânica, Canadá, misteriosos e repetidos sinais de rádio estão vindo de algum lugar inóspito no espaço – e não é a primeira vez que isso acontece.

Os fast radio bursts, também abreviados como FRB, foram captados por um telescópio e, de acordo com medidas um tanto quanto precisas, a fonte principal se localiza a 1,5 bilhão de anos-luz de distância da Terra. “Até agora, houve apenas uma repetição conhecida dessas ondas”, disse Ingrid Stair, astrofísica da Universidade Columbia.

“Saber que existe mais de uma sugere que outros também podem existir”, Stair acrescentou. “Com mais fontes disponíveis para estudo, talvez possamos compreender este quebra-cabeça cósmico”. Ao todo, o objeto captou 13 emissões do mesmo sinal.

Anteriormente, a frequência fora registrada em 2012 e localizara-se a 2,5 bilhões de anos-luz – o que indica que a fonte parece estar ficando mais perto.

O telescópio em questão não está operando totalmente, funcionando, por ora, em fase de testes. Caso mais sinais sejam emitidos, mais fácil será para os astrônomos determinarem a origem. A segunda leva de sinais já indica que há certo padrão a se perceber.

Segundo dados da Universidade, as ondas possuem frequência baixa, de 400 MHz. Além disso, todos os 13 pontos parecem ter desviado da fonte original.

Comente!