em ,

Diretor do novo 007 diz que James Bond de Sean Connery era um estuprador

Cory Fukanaga fez uma declaração polêmica enquanto promove seu novo filme 007 – Sem Tempo Para Morrer. O cineasta relembrou uma cena da era Bond de Sean Connery na qual ele “estupra uma personagem”.

“Eu não me lembro se era em 007 Contra a Chantagem Atômica ou 007 Contra Goldfinger… mas há uma cena em que o Bond de Sean Connery basicamente estupra uma mulher. Ela diz ‘não, não, não’, e ele responde ‘sim, sim, sim’. Isso não seria bem recebido hoje“, declarou.

Em Sem Tempo Para Morrer, segundo Fukunaga, a produtora Barbara Broccoli insistiu que “o mundo ao redor de Bond mudasse, embora ele não possa mudar, como personagem, da noite para o dia“.

Para contornar esse problema e resolver questões do gênero, Broccoli decidiu contratar Phoebe Waller-Bridge para revisar o roteiro e fazer as mudanças necessárias.

“A expectativa sempre foi essa: uma mulher escrevendo papéis femininos muito mais fortes. Barbara sempre quis isso, desde a primeira conversa que tivemos sobre o filme. […] Esta é a história de um homem branco sendo espião, mas você precisa ter consciência e fazer das mulheres na história algo mais do que apenas casualidades“, completou.

O novo filme de James Bond estreia finalmente em 30 de setembro após ter sido adiado múltiplas vezes em decorrência da pandemia.

O que você achou desta publicação?

Publicado por Redação Bastidores

Perfil oficial da redação do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Netflix detalha programação do evento TUDUM com novidades de Sandman, Cobra Kai e mais

Johnny Depp pede que pessoas lutem contra cultura do cancelamento