em

TristeTriste

Bebê de disco do Nirvana processa banda por exploração sexual

Spencer Elden, hoje com 30 anos, está processando a banda Nirvana pela exploração da sua imagem quando era um bebê. Ele foi o modelo fotografado para criar a capa icônica do álbum Nevermind.

Ele processou a banda sob a alegação de que foi explorado sexualmente quando era criança. Elden pede uma indenização de US$ 150 mil a cada uma das 15 partes envolvidas.

Entre elas, membros da banda, a viúva de Kurt Cobain, Courtney Love, e a gravadora que lançou e distribuiu o disco nas últimas três décadas.

A acusação aponta que houve “exploração sexual infantil comercial, desde quando Elden era menor de idade até os dias atuais”. No processo, o homem diz que sua imagem serviu para a produção de pornografia infantil e que isso lhe causou danos permanentes.

O que você achou desta publicação?

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Crítica | What If…? – 01×03: E Se… O Mundo Perdesse seus Maiores Heróis?

Crítica | Caminhos da Memória – Um Sci-fi sem grandes momentos