É um tanto triste ter que afirmar isso, mas o fato é que os imensos talentos como ator de Samuel Jackson nunca foram verdadeiramente elogiados ou reconhecidos como ser algo além de ser “uma atuação de Samuel Jackson”, basicamente o classificando como sempre sendo o seu eu em todos os papéis com que fez. Mas desde quando isso não é um sinônimo de qualidade não é mesmo?!

O carisma único e gigantesco do ator já o garantiu encarnar qualquer tipo de personagem de qualquer gênero de filme, tanto sendo o vilão e nos fazer odiá-lo, ou ser o mocinho e nós o amarmos. E aqui nessa lista estamos contando, não só cinco de suas melhores atuações, mas os cinco melhores filmes que aproveitaram cada pedaço do imenso talento de Samuel L. Jackson.

Amores Divididos (1997)

Infelizmente pouco conhecido, mas por anos sendo aclamado por muitos como um dos melhores filmes da década de 90, Amores Divididos de Kasi Lemmons é um daqueles singelos dramas, tão despretensiosos tematicamente, mas com uma execução mais do que eficiente e capaz de alçar muitos corações pela forma com que sua história temas sensíveis da ambivalência de uma verdade, a formação da memória e a forma fatos incontestáveis são evitados ou negados em prol de manter imagens vivas em um mundo de riscos, tudo visto à partir da ótica inocente de uma criança dentro de um roteiro engenhoso e poético. E a atuação de Jackson se destaca soberbamente no meio de incríveis talentos ao seu lado como Jurnee Smollett-Bell, Meagan Good e Lynn Whitfield. Uma pequena obra-prima que merece ser redescoberta!

Jackie Brown (1997)

Com certeza qualquer filme de Tarantino após Pulp Fiction que teve um papel de grande destaque para nosso Samuel Jackson merecia estar aqui, mas dentre todos eles, tanto Jackie Brown como filme e seu personagem Ordell Robbie, são os que se destacam fortemente dentre os melhores trabalhos que o ator já realizou. Seja pelo thriller dramático completamente mergulhado na vibe blaxploitation que seu diretor tanto é fascinado, e pelo personagem vilão completamente característico do gênero, que ama o que faz e que não deixa nada nem ninguém escapar de seus planos e vontades, com o ator claramente se divertindo horrores no papel. Um filme que demonstra todos os imensos talentos que Jackson consegue trazer para um filme.

Febre da Selva (1991)

Em outro dos retratos duros e secos da realidade racial, Febre da Selva de Spike Lee não poupa nenhum esforço em querer demonstrar a partir da sua trama de um homem negro tendo um caso amoroso com uma mulher branca, e como isso desencadeia o preconceito existente dentro de cada um das pessoas à sua volta, independente de raça ou classe. Com um grande destaque dentro desse filme tão multifacetado em seu foco de vários personagens sendo afetados pela ação principal da trama, é Samuel Jackson entregando talvez sua melhor atuação até hoje como Gator Purify, a figura tanto trágica quanto cômica, mas 100% verdadeira de um ser humano decaído em um vício irreparável. Um filme talvez real demais, mas ao mesmo tempo também necessário demais!

Corpo Fechado (2000)

Parte do que faz Corpo Fechado ser um grande filme é exatamente pelo fato dele não ser exclusivamente um filme que pertence ao herói representado em David Dunn de Bruce Willis, mas também por trazer com o personagem de Elijah Price parte de toda a brilhante desconstrução do mito dos super-heróis que o filme realiza. Criando um personagem que ao ser tão frágil fisicamente, revela seu grande poder dentro de sua mente intelectual e paixão flamejante pelo o que significa ser um herói de verdade nos quadrinhos e no mundo. Um excelente filme que se torna ainda mais primoroso graças à extraordinária performance de Jackson.

Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994)

Poderia ater como argumento sólido sobre o porquê da óbvia presença desse filme na lista só por citar a sequência inteira de Ezequiel 25:17 cujo marcou a icônica presença de Samuel Jackson em Pulp Fiction e com certeza a cena que lançou o ator para o infinito estrelato que tem até hoje. Pois mesmo que seu personagem Jules Winnfield tenha o que pode ser considerado uma participação mínima nesse épico de crime, comédia, linguagem e Royale com queijo de Quentin Tarantino, foi uma performance o suficiente para provar o enorme talento que Samuel L Jackson tinha a entregar como o grande ator que é, e que entrega até hoje.

Menção honrosa:

Serpentes à Bordo (2006)

Claro que o velho Samuel não é de todo perfeito e já fez uma bomba ou outra em formato de filmes aqui e ali. Mas de todas essas bombas contra o bom gosto, é impossível não amar uma como Serpentes Abordo. Um filme feito com todos motivos e propósitos de ser o mais ruim possível e por essa mesma razão consegue ser tão estupidamente divertido de assistir. Seja tanto pela trama ridícula e idiota que consegue gerar mesmo genuína tensão em momentos, como também ter Samuel Jackson com seu agente Flynn engolindo todas as cenas em que aparece, com sua atitude de “dane-se essas cobras pois eu tenho um trabalho a fazer”, ao ponto do clímax do filme ele gritar “ESTOU FARTO DESSAS COBRAS FILHAS DA PUTA NESSE AVIÃO FILHA DA PUTA”, seu melhor monólogo desde Pulp Fiction facilmente!

Acha que esquecemos algum grande filme que Samuel L Jackson brilhou? Não deixe de nos dizer qual!