Distribuição: Disney
Duração: 135 min
Discos: 3
Embalagem: Steelbook
Luva: Não
Preço: 119,90

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Vídeo

Razão de aspecto: 2.39:1

Resolução: 1080p
Codec: MPEG-4 AVC (20.30 Mbps)

Áudio

Inglês: DTS-HD Master Audio 7.1
Espanhol: Dolby Digital 5.1
Português: Dolby Digital 5.1

Análise

DISCO 01

O Filme

 

Uma produção conturbada e fracassada nos cinemas, a história de origem do contrabandista Han Solo merece ser redescoberta no conforto de casa. É um filme leve e com pretensões muito menores do que qualquer outro filme da saga Star Wars, concentrando-se na aventura isolada de um Han Solo excepcionalmente bem interpretado pelo ótimo Alden Ehrenreich. Com um bom elenco e cenas de ação divertidas, Han Solo: Uma História Star Wars é um filme que não abraça todo o seu potencial, mas que definitivamente acerta nos quesitos que tornam um filme de Star Wars aproveitável. Crítica

Mesa Redonda com Elenco e Diretor de Solo

 ½

Em um extra mais solto, temos o diretor Ron Howard moderando uma conversa com o elenco principal do filme, formado por Alden Ehrenreich, Donald Glover, Emilia Clarke, Woody Harrelson, Phoebe Waller-Bridge, Thandie Newton, Joonas Suoatamo e Paul Bettany. O grupo compartilha histórias mais pessoais sobre as filmagens, destacando as reações iniciais ao saberem que haviam sido escalados em um filme de Star Wars. Bacana para ver o elenco descontraído, mas nada de muito empolgante.

Kasdan por Kasdan

 ½

Aqui, vemos um pouco do trabalho entre os roteiristas do filme, o veterano Lawrence Kasdan e seu filho, Jonathan. Os dois falam sobre o amor pelo personagem de Han Solo, explicando como a diferença geracional entre os dois interferiu no processo, com o filho trazendo mais referências do Universo Expandido da saga, enquanto o pai é um tradicionalista. É um bom ponto de vista de análise, mas infelizmente não temos um foco muito grande para a criação da trama do filme em si, ou sobre a psique de Han Solo.

Reconstruindo a Falcon

Uma das grandes surpresas de Han Solo: Uma História Star Wars é o novo visual da Millennium Falcon, nave que ganha um visual preliminar bem diferente no prelúdio. Aqui, Donald Glover oferece um verdadeiro tour de estrela do rock pela nova locação, explicando detalhes como o bar e seu armário de capas. Paralelamente, o departamento de arte explica como revitalizaram a nave de Han para esse novo filme, revelando diversas referências aos filmes originais escondidas pelo cenário. Só faltou abordar a inclusão do módulo de fuga no bico da Falcon, aspecto mais chamativo do novo modelo.

Fuga de Corellia

★ 

A primeira grande cena de ação do filme envolve Han e sua namorada Qui’ra fugindo dos lacaios de Lady Proxima em Corellia, rendendo uma perseguição de speeders diferente de tudo o que já vimos na saga. A ideia de fazer uma corrida que lembrasse filmes de ação dos anos 70 é bem refletida aqui, com a equipe de dublês usando carros disfarçados de naves para criar movimentos mais realistas e tácticos, uma novidade na saga. Um ótimo featurette, que também revela o trabalho de efeitos visuais muito bem aplicado.

O Assalto ao Trem

A melhor cena de ação de Han Solo, não há dúvidas, e o roubo ao trem no primeiro ato do longa. A complicada sequência ganha um featurette à altura aqui, começando desde o conceito dos roteiristas de ter um clássico roubo de trem ao estilo de faroestes clássicos, o design do trem que se inspira nos AT-ATs de O Império Contra-Ataca e a pré-visualização dos efeitos visuais, que ajudou a equipe a coordenar toda a ação. O vídeo também explora a mistura de filmagens em locações nas montanhas cobertas de neve na Itália e dentro de um estúdio, com telas verdes, rendendo bons depoimentos também do diretor de fotografia Bradford Young, que fala sobre o estética escolhida para o longa no geral. Outra revelação surpreendente é que o personagem de Rio, dublado por Jon Favreau, foi criado por um ator de circo usando uma roupa no set – sendo retocado com CGI na pós-produção. Um featurette completíssimo, que serve quase como um making of de todo o filme.

Time Wookiee

★ ½

Como o título entrega, esse featurette é todo centrado em Chewbacca, ou mais especificamente, na relação entre o wookiee vivido por Joonas Suoatamo e o Han de Alden Ehrenreich. O elenco fala sobre como o filme serve como uma “história de amor” entre os dois personagens, explorando a forma como se conheceram, os diálogos e a progressão de sua amizade – com o vídeo oferecendo uma atenção especial para a luta dos protagonistas na lama, apresentando uma versão do wookiee que jamais havia sido feita em tela. O aspecto mais interessante, mesmo que breve, é ver a equipe de som captando rugidos de ursos para criar novas falas para Chewbacca.

 

Tornando-se um Droide: L3-37

★ ½

Todo filme de Star Wars da fase Disney vem trazendo a tradição de apresentar um novo dróide a cada produção, e L3-37 segue esse padrão, sendo também a primeira versão feminina de um personagem do tipo nos filmes da saga. Aqui, vemos a evolução de seu visual, que passou de algo no estilo de R2-D2 para uma anatomia mais humanoide, até a performance que mistura uma roupa prática com efeitos visuais, em um resultado muito convincente. A comediante Phoebe Waller-Bridge também fala bastante sobre sua abordagem à personagem, que é uma espécie de droide ativista, e como o fato de a atriz estar no set servia como uma referência vívida para o trabalho dos supervisores de efeitos.

Trapaceiros, Droides, Criaturas e Cartas: Bem-Vindo ao Forte Ypso

★ 

No quesito design de produção e maquiagem de criaturas, a sequência no Forte Ypso é o grande ponto alto. Bar sombrio onde Han e Lando se encontram pela primeira vez, vemos aqui como a equipe criou um ambiente que fosse derivativo da cantina em Uma Nova Esperança, com a equipe de efeitos falando sobre todas as criaturas criadas a partir de maquiagem e animatrônicos à mesa, as regras para o jogo fictício de Sabbac e o desejo de Bradford Young em usar uma luz muito mais escura do que o habitual. Infelizmente, nada sobre o Lando Calrissian de Donald Glover é trazido à mesa.

No Maelstrom: Kessel Run

★ 

Um dos eventos mais famosos e nunca mostrados de Star Wars sempre foi a história de que Han Solo realizou o percurso de Kessel em menos de 12 parsecs, e o novo filme enfim revela essa perigosa jornada. O featurette aborda todos os processos das filmagens da cena, com Ron Howard trazendo uma maquinaria impressionante que cria o portal de hiperespaço em uma projeção ao redor da cabine da Millennium Falcon, garantindo uma imersão maior do elenco. Como a cena é quase inteira criada digitalmente, logo vemos o trabalho da equipe em trazer as perseguições de naves e as criaturas que habitam o Maelstrom, onde os Kasdan trouxeram Júlio Verne como referência. Assim como no featurette sobre Chewbacca, há um bom espaço dedicado à criação dos efeitos sonoros, algo sempre estimulante de se ver na saga.

Cenas Deletadas e Estendidas

★ 

Han Solo teve uma produção conturbada, então é de se imaginar que teríamos um bom material de cenas deletadas. Temos uma cena divertida com Han Solo como cadete imperial, que ainda permite uma elipse elegante com a frase “você vai voar muito em breve”, alguns beats de comédia entre Han e Chewbacca e, mais notavelmente, uma sequência de ação inédita onde Han e o grupo de Beckett sobrevivem a uma violenta batalha na trincheira de Mimban. Entre outras cenas envolvendo Corellia e Dryden Vos, há bom conteúdo extra, mas não esperem nada do material deletado de Phil Lord e Chris Miller…

Conclusão

Como de costume com o atual tratamento da Disney com a saga, o material extra de Han Solo: Uma História Star Wars chega de maneira satisfatória, especialmente para os fãs que gostam de aprender detalhes mais técnicos sobre áreas como som e design. Infelizmente, pouco é de fato abordado sobre o roteiro e a origem de Han (assim como o insano casting para um jovem Harrison Ford) e absolutamente nada sobre a demissão dos diretores originais. Mas no mais, são bons minutos de entretenimento.

Leia mais sobre Star Wars

Comente!