» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Minha existência ainda era um mero projeto em 17 de Junho de 1994, mas posso dizer que tive uma ótima noção da histeria midiática que foi a perseguição policial de OJ Simpson no Ford Bronco branco, na fatídica data, considerada a maior da História de Los Angeles. Ryan Murphy retorna para dramatizar o momento histórico, com The Run of His Life (trocadilho tanto com o ato da perseguição quanto com o título do livro no qual a série se baseia), tornando este segundo episódio de American Crime Story 40 minutos de pura tensão cinematográfica.

Durante quase todo o episódio, estamos dentro do Bronco com O.J. e seu amigo A.C. (Malcom Jamal Warner). A performance de Cuba Gooding Jr é ainda mais intensa e dramática do que no anterior, ainda mais pelo elemento suicida: O.J. ameaça atirar na própria cabeça caso a polícia não os deixem continuar o percursso amalucado para a casa de sua mãe. A vitimização de Simpson aqui é muito forte (ainda mais pelos protestantes que apoiam sua fuga), e é interessantíssimo ver como Gooding Jr não age como um homem inocente, mas sim como um sujeito completamente apavorado com as consequências.

Murphy assume a direção do episódio, que contou com o fechamento de uma via expressa de Los Angeles para simular a grande perseguição. A mise em scene do diretor, no entanto, acaba derrapando por apostar demais em planos fechados, mas felizmente a montagem ágil e o uso de “Sabotage” do Beastie Boys confere um clima eletrizante para a sequência.

Mas o grande triunfo de The Run of His Life é mesmo a atmosfera. O furor da mídia, que ocupava-se com a final da NBA e uma série de outros eventos se viu conflitada em seu dever jornalístico. É ótima a cena em que um editor chefe ordena que um operador de TV corte a transmissão do jogo para a perseguição do Bronco, afirmando que “O.J. é notícia, entretenimento e esporte”, e Murphy confere ainda mais veracidade e imersão na narrativa ao trazer imagens de arquivo da cobertura da perseguição e também de jornalistas interrompendo suas transmissões esportivas para falar da ocorrência. Até vemos a preparação de um vídeo in memoriam para Simpson, caso este acabasse por se suicidar, o que rende um icônico momento com Sarah Paulson.

Vale apontar aqui como Murphy foi incapaz de entregar uma piadinha com a família Kardashian. Vemos um pouco mais do Robert de David Schwimmer, que ainda precisa mostrar a que veio, mas uma pequena cena com suas filhas assistindo TV já oferece uma mini sátira às figuras que tomariam conta dos TMZ da vida anos no futuro.

O Povo Contra O.J. Simpson continua mostrando-se uma incrível série, tanto pela força de sua narrativa e elenco quanto pela veracidade aos fatos. Com o desfecho deste segundo episódio, o que virá a seguir deve enfim fincar os dentes no caráter de tribunal que a série vem prometendo. E uma explosão da cada vez mais quente na tensão racial.

O Povo Contra OJ Simpson: American Crime Story 01×02: The Run of His Life (The People v O.J. Simpson: American Crime Story – 01×02: The Run of His Life, EUA – 2016)

Showrunners: Scott Alexander e Larry Karaszewski
Direção: Ryan Murphy
Roteiro: Scott Alexander e Larry Karaszewski
Elenco: Cuba Gooding Jr., Sarah Paulson, John Travolta, David Schwimmer, Courtney B. Vance, Bruce Greenwood, Selma Blair, Connie Britton, Jordana Brewster, Christian Clemmenson
Emissora: FX

Gênero: Drama
Duração: 40 min

Confira AQUI o nosso guia de episódios da temporada.

Comente!