em ,

Carla Diaz comenta como foi viver Richthofen em A Menina que Matou os Pais

Há poucos dias, a Amazon Prime Video recebeu o lançamento simultâneo de A Menina que Matou os Pais O Menino que Matou Meus Pais, filmes sobre o caso Richthofen que chocou o país em 2002.

Em entrevista à revista Marie Claire, a atriz Carla Diz que interpreta Suzane von Richthofen nas obras, comentou sobre o processo de criação da personagem.

“Eu lembro como se fosse hoje, tinha 12 anos quando aconteceu, foi uma repercussão nacional imensa, só dava isso nos jornais e na televisão, e eu ficava me perguntando por que uma filha faria algo assim com os próprios pais”, afirma.

“Normalmente me concentro muito no set e não costumo levar o personagem para casa. Precisa saber o momento de concentração e ter o momento de pausa porque é um trabalho que exige muito fisicamente e mentalmente”.

Apesar de encarnar Suzane, Carla Diaz revelou não demonstrar empatia pela criminosa, mas teve de deixar os julgamentos pessoais de lado.

“Acho que o papel dos filmes é contar essa história e causar uma reflexão sobre por que acontecem coisas assim. A arte vem para questionar e tem a liberdade de falar sobre qualquer tema. É importante podermos abordar qualquer assunto”.

Os filmes estão disponíveis no streaming.

O que você achou desta publicação?

Publicado por Redação Bastidores

Perfil oficial da redação do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Netflix divulga primeiro cartaz do live-action de Cowboy Bebop

Star Wars: Visions não faz parte do cânone da saga