Um dos clássicos instantâneos dos anos 1990 certamente é Matilda. O longa juvenil sobre a jovem garotinha com péssimos pais e infernizada pela diretora da escola poderia não ter nada de excepcional, não fosse a sábia decisão de inserir poderes telecinéticos no meio da narrativa possibilitando que Matilda confrontasse as pessoas nada amáveis com quem ela convive de modos divertidos, dificilmente seria lembrado com tanto carinho até hoje.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Sendo um filme atemporal e divertido até hoje, fica a nossa recomendação em conferir essa gracinha de história. Embora seja nostálgica para muitos, a lista de curiosidades dos bastidores de Matilda pode interessar muita gente e, acredite, há muita história interessante para contar.

Matilda Nunca Mais

Quem vê Matilda pode até pensar como raios alguém pode considerar esse filme perigoso ou pesado. Entretanto, o longa quase foi impedido de ser produzido, mas não pelos motivos que lancei acima. Na verdade, o Instituto Dahl, detentor dos direitos das obras de Roald Dahl, não estava nada animado em permitir a adaptação do livro por conta do rendimento e resultado abaixo do esperado de A Fantástica Fábrica de Chocolate em 1971.

Para convencer a viúva do escritor, a roteirista do filme decidiu adaptar a história totalmente de graça e somente seguir adiante com a produção após a aprovação da mulher. Felizmente, tudo deu certo.

Casal na Vida Real

Além de ter dirigido Matilda, Danny DeVito interpretou o pai da garotinha, Sr. Wormwood. Porém, poucos sabem que na época, DeVito estava casado com a atriz que vive a detestável Sra. Wormwood, Rhea Perlman. Os dois se casaram em 1982 e permaneceram unidos até 2017 quando enfim se divorciaram, mas ainda preservando a amizade.

Magia Prática

Sem as traquitanas digitais que temos hoje em dia, os filmes tinham que recorrer a métodos de truques para realizar diversos efeitos especiais. Obviamente, Matilda está cheio deles, afinal a garota tem poderes psíquicos. Para movimentar a maioria dos objetos disparados e levitados por Matilda, foram utilizados diversos fios de pesca, praticamente imperceptíveis com a iluminação certa.

Calor dos Infernos

Matilda foi filmado em locação em grande parte das cenas em Pasadena. Porém, o verão daquele ano foi um dos mais imbatíveis da História fazendo grande parte das crianças desmaiarem no set, além de Pam Ferris, a Sra. Trunchbull, ter sofrido com o figurino pesado que a personagem usa na maioria das cenas.

Mara Wilson, a eternamente fofa

Matilda colocou Mara Wilson no mapa, a atriz-mirim que encarna a personagem-título. Uma das características principais da personagem era a bonequinha, praticamente sua única amiga, Wanda. Poucos sabem, mas DeVito pediu para que Wilson desenhasse a boneca que ela acharia que seria uma ótima companhia para Matilda e assim Wanda acabou feita seguindo os desenhos da atriz. Fofo, não?

A Maquiagem de Pam Ferris

Uma das características mais interessantes do longa é a antagonista Sra. Trunchbull encarnada pela competente Pam Ferris que é bastante diferente do que vemos em tela. Para ela se transformar na diretora inescrupulosa, a atriz era submetida a um intenso processo de maquiagem todos os dias. Isso incluía criar veias estouradas nas bochechas, colar gelatina nas pálpebras inferiores para mostrar uma falta de sono, amarelar os dentes e pintar os pelos do buço de preto para conferir um falso bigode.

Closet Maldito

Matilda também tem suas passagens sombrias. No caso, a diretora Trunchbull aprisionava alunos desobedientes em um closet horroroso e escuro, repleto de pregos retorcidos. O fato é que o cenário já assustava as crianças no set. Mara Wilson ficou particularmente perturbada por conta da cena que fica trancafiada lá, além de de DeVito ter feito uma pequena maldade com a atriz. Quando a cena tinha sido filmada, o diretor falou que era a hora do almoço, fingindo que esqueceria Wilson no closet. Rapidamente a garota já estava tentando se livrar do lugar que, segundo ela, era bastante fedido.

Trunchbull na realidade

Mara Wilson dedicou um tempo de sua vida para escrever um livro contando segredos da produção. Nisso, entrevistou a filha de Roald Dahl, Lucy. Segundo ela, seu pai se inspirou na diretora do colégio interno que ela frequentava. Em uma noite, Lucy e uma amiga saíram dos dormitórios para comer sorvete escondido, mas foram pegas pela mulher que as forçou a ficar em pé até o amanhecer enquanto o sorvete escorria em suas mãos, as queimando.

Os Problemas Reais de Mara Wilson

Ninguém imaginava que Wilson estava passando por um grande stress em sua vida enquanto filmava sua aventura infantil diariamente. A jovem atriz tinha que lidar com os traumas fictícios e também os da vida real quando descobriu, no meio da produção, que sua mãe estava na fase terminal de um câncer agressivo.

Sua mãe acabou morrendo seis meses depois das filmagens, mas Danny DeVito, atendendo a pedidos da própria Wilson, levou cortes brutos do filme para que a mãe dela pudesse ver o trabalho da filha e se encher de orgulho.

Tim Burton na veia

Danny DeVito aprendeu muito com Tim Burton durante as filmagens de Batman: O Retorno e ficou encantado pela atmosfera bizarra do filme cheia de distorções opticas. Esse fascínio levou o diretor a chamar o mesmo diretor de fotografia de Batman para trabalhar em Matilda conquistando os efeitos bizarros e caricatos que tanto desejava.

E então? Preparados para dar mais uma revisitada à Matilda? Eu sei que estou.  

Leia também as curiosidades dos bastidores de Karate Kid!

Comente!