em , ,

Quem são os navegadores de Duna?

A Guilda Espacial é de tanta importância para o universo de Duna que a cronologia da saga é dividida entre antes da guilda e depois da guilda. Desde que a grande convenção foi firmada, mais de dez mil anos antes dos eventos de Duna, os navegadores da guilda detém o monopólio de toda a tecnologia capaz de realizar viagens espaciais em velocidades mais rápidas que a luz. Acredita-se que eles foram uma das mais essenciais forças políticas e econômicas que ganharam relevância após o grande caos que seguiu o Jihad Butleriano.

Assim como as bene gesserit e os mentat, a Guilda cobre funções que antes eram reservadas às máquinas pensantes que foram destruídas, aprimorando-se fisicamente, mentalmente e até mesmo geneticamente com a ajuda da especiaria melange. Sua estrutura hierárquica não é inteiramente conhecida nos tempos de Paul Atreides, sendo uma organização um tanto nebulosa, entretanto seus membros gozam de um grande prestígio dentro do império.

Curiosidades acerca dos navegadores

  • Há o navegador, um ser humano super evoluído, que já não possui a aparência das pessoas comuns, sendo descrito como um peixe humanoide. Eles sofreram uma mutação devido ao consumo de quantidades massivas de melange, eles vivem dentro de tanques que são abastecidos sempre com especiarias em a qual eles não poderiam executar suas funções e até mesmo morrem caso tirados do tanque, tamanha é a sua dependência.

A função do navegador é guiar as naves espaciais que são chamadas de paquete, que carregam várias outras naves menores para levá-los ao destino. Os navegadores são necessários pois em uma viagem longa em um ambiente tão imprevisível como o espaço sideral podem ocorrer algumas complicações devido a obstáculos que podem surgir no caminho.

  • Devido à sua mutação decorrida do consumo exagerado de melange, eles adquiriram a habilidade da presciência, assim podendo calcular a melhor rota para que a nave chegue à seu destino tranquilamente.
  • Antes dos navegadores surgirem havia um dispositivo chamado dobrador do espaço, mas essa tecnologia não era muito confiável e foi substituída pelos navegadores.
  • Outras funções conhecidas da guilda incluem o administrador chefe, os funcionários da administração, os atendentes dos navegadores, os embaixadores da guilda e o suporte técnico. Esses funcionários usam um uniforme cinza com o símbolo da infinidade da guilda nas mangas.
  • Os navegadores não aparecem no primeiro livro de Duna, eles apenas são mencionados em uma conversa entre o duque Leto e seu filho, Paul Atreides, nesse ponto nenhum deles ainda havia visto um navegador e Paul se pergunta se por acaso eles teriam sofrido uma mutação que os faria irreconhecíveis como seres humanos.

  • É apenas no segundo livro da saga, O Messias de Duna em que as suspeitas de Paul são confirmadas quando entra em cena o navegador Edrik. Ainda no primeiro livro, o duque Leto acrescenta sobre os navegadores “A guilda é tão ciosa de sua privacidade quanto de seu monopólio” explicando que poucas pessoas realmente viram um de seus membros.
  • Por serem também prescientes, os navegadores pressentiram a ameaça que representava Paul Atreides, o possível Kwisatz Haderach e participam da conspiração para destruir os Atreides juntamente com os Harkonnen e o imperador Shaddam IV.

  • Os poderes prescientes da guilda turvam a capacidade de Paul, quando um de seus navegadores está presente nas conspirações contra ele, tornando mais difícil sua habilidade de prever o futuro, de algum modo os poderes se anulam, dificultando ver um quadro mais geral da situação.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Daniel Tanan

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Cate Blanchett está em negociações para interpretar Lilith no filme live-action de ‘Borderlands’

Crítica | Hollywood: 1ª Temporada – A História Reescrita