Informações Técnicas

Distribuição: Disney
Duração: 143 min
Discos: 2
Embalagem: Slimline
Luva: Não
Preço: Indisponível

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

Vídeo

Razão de aspecto:  2.35:1
Resolução: 480p
Codec: MPEG-4 AVC

Áudio

Inglês: Dolby Digital 2.0
Português: Dolby Digital 2.0
Espanhol: Dolby Digital 2.0

Análise

DISCO 1

O Filme

★ ★ ★ ★

Uma das grandes surpresas de 2003, nascia aqui uma nova e original franquia, que capturava o espírito das sessões matinês da mesma forma como Indiana Jones fizera nos anos 80, beneficiando-se de uma trama deliciosamente sobrenatural e de um leque memorável de personagens carismáticos. Com o grande carisma de Johnny Depp, a direção inventiva de Gore Verbinsky e um tom que eficientemente balança entre a comédia e o suspense, A Maldição do Pérola Negra é prato cheio de diversão. Crítica

Comentário em áudio do diretor Gore Verbinsky e do ator Johnny Depp

★ ★ ★

O primeiro comentário em áudio do disco é o mais discontraído, com Gore Verbinsky e o intérprete do Capitão Jack Sparrow sentando-se para um papo bem relaxado e que se baseia em lembrar acontecimentos e curiosidades do set. Há diversas brincadeiras com as cenas de pirotecnia do filme, com Verbinsky até atribuindo a Lei de Murphy para alguns pequenos problemas e imprevistos do set, enquanto Depp apenas segue na brincadeira. Confesso que o estilo blasé e relaxado da dupla diversas vezes acabou me distraindo, e até me fazendo bocejar, mas é uma faixa divertida.

Comentário em áudio do produtor Jerry Bruckheimer e dos atores Keira Knightley e Jack Davenport

★ ★ ★ 

OK, isso é muito peculiar. Ao invés de termos o comentário em áudio tradicional, que se desenrola durante o filme todo enquanto os envolvidos vão falando, esse extra nos oferece trechos isolados que contém comentários de Bruckheimer, Knightley e Davenport, sendo possível selecioná-los individualmente no menu principal. É uma decisão estranha, mas que mantém o foco do produtor em questões mais orçamentárias e de locação, ao passo em que Knightley e Davenport dedicam-se a falar sobre seus respectivos personagens. Infelizmente, esses comentários específicos não têm nenhuma opção de legenda.

Comentário em áudio dos roteiristas Ted Elliot, Terry Rossio, Stuart Beattie e Jay Wolpert

★ ★ ★ ★

O último comentário nos coloca com o gigante time de roteiristas, apropriadamente dividido em dois. Ted Elliot e Terry Rossio cuidaram da maior parte do texto, enquanto Beattie e Wolpert entraram para cuidar de rewrites e outras contribuições coadjuvantes, especialmente durante a primeira metade do longa. Aliás, justamente nesse primeiro ato onde temos mais de Beattie e Wolpert, que falam sobre como a introdução do filme buscava subverter as expectativas de um filme de piratas, assim como uma apresentação marcante para os protagonistas. Já Elliot e Rossio falam bastante sobre o equilíbrio entre humor, suspense e aventura, explorando também pequenas nuances e ações dos personagens – como o fato de Jack Sparrow rasgar o vestido de Elizabeth. Uma faixa profundamente divertida e informativa.

DISCO 2

Um Épico no Mar – O Making Of de Piratas

★ ★ ★ ★

O grande making of do disco, temos 8 capítulos dedicados às diversas etapas de produção de A Maldição do Pérola Negra, incluindo o processo de elenco, as gravações em alto mar, os ensaios com espadas, os complicados efeitos visuais e a premiere na Disneyland. É o tipo de documentário produzido especificamente para exaltar a produção e deixar o espectador animado, mas as informações são muito eficientes. O segmento de pesquisa locação oferece um olhar sublime ao trabalho dos designers de produção, que adaptavam as diferentes paisagens e locações contemporâneas para adequar-se ao gênero da produção. A construção dos navios também impressiona, revelando um escopo de produção absolutamente épico e preocupações dos envolvidos em criar um tipo de pirata muito específico: Gore Verbinsky evitou os clichês a fim de criar uma persona um tanto mais “realista” e orgânica. Considerando que tudo chega em aproximadamente 1 hora, é um documentário bem completo.

Voando pelo Set

Um extra com abordagem mais “hands on”, temos a possibilidade de ver vídeos dos bastidores de 5 cenas diferentes do filme, que literalmente nos levam até o set e acompanham a preparação e execução de algumas tomadas. Temos disponível aqui a cena do ataque à cidade, Tortuga, a luta na ferraria, o enfrentamento na caverna e o enforcamento de Jack Sparrow. Funciona praticamente como um B-Roll.

Os Diários

★ ★ ★ ★ ★

Temos três vídeos diferentes aqui, O Diário do Produtor, O Diário de um Pirata e O Diário de um Navio. Cada um deles concentra-se na visão individual de uma pessoa diferente da equipe. O primeiro é centrado nas opiniões e observações de Jerry Bruckheimer, que compartilha sua paixão pela fotografia e oferece alguns exemplares durante o vídeo (seria mais elegante ter toda a galeria das imagens, realmente). O segundo nos leva ao lado do ator Lee Arenberg, que oferece um divertido passeio pelo set e alguns vídeos diários de sua rotina diversa, incluindo conversas com colegas do elenco, seu longo processo de maquiagem e até algumas cenas de ação. Finalmente, o último é centrado na preparação do navio Lady, que age como o “intérprete” do Interceptor no filme, oferecendo um olhar jornalístico sobre a travessia do navio pelo oceano até sua chegada no set da produção. Ótimo material.

O Convés Inferior – Uma História de Piratas Interativa

★ ★ ★ ★ ★

Ah, os joguinhos de DVD. Aqui, temos uma experiência interativa que permite ao espectador embarcar em uma jornada fictícia ao lado de um pirata, oferecendo um tour por seu barco, seus acessórios e outros elementos gerados por CGI. Porém, o mais interessante é quando somos levados para repentinos trechos de documentários comandados por historiadores, que exploram diversos aspectos reais da vida de um pirata, tal como as punições, a vida no mar e outras curiosidades. Além disso, os trechos escondidos nos levam para conhecer algumas personalidades reais da “carreira” pirata, tal como o infame Barba Negra. Também é possível acessar cada um desses vídeos isoladamente.

Erros de Gravação

★ ★ ★ ★

Aqui temos aquela tradicional montagem de erros de gravação, que estende-se por 5 minutos repletos de falhas, piadas e diversos momentos divertidos – a maioria deles provocados, claro, pelo carismático Johnny Depp.

Cenas Inéditas

★ ★ ★ ★ ★

Temos aqui um total de 19 (!) cenas inéditas, estendidas e alternativas que acabaram de fora da versão final do filme. É um material realmente extenso e que oferece diversas cenas interessantes, como uma versão mais estendida do diálogo entre Jack e Elizabeth na ilha do náufrago, uma introdução mais cômica para o Will Turner de Orlando Bloom e uma cena totalmente improvisada que conta com maiores divagações com Jack e o significado de Parolar, atribuindo diversas conotações a seu inventor francês. Todas as cenas estão devidamente legendadas.

Progressão da cena “Serenata ao Luar”

★ ★ ★ ★ ★

Uma das cenas mais famosas do filme, a Serenata ao Luar é quando a personagem de Elizabeth descobre a maldição que assola os piratas do Pérola Negra, que transformam-se em tenebrosos esqueletos quando expostos à luz da lua. Nesse extra, vemos todo o processo de criação da sequência, desde os storyboards, até os movimentos de câmera inventivos e, em especial, o complexo trabalho de efeitos visuais que definitivamente foi um marco em 2003. É um extra que, felizmente, aprofunda-se no tema e leva o espectador para conhecer os detalhes técnicos desta memorável sequência.

Galeria de Imagens

★ ★ ★ ★ ★

Em um acervo maravilhoso, temos aqui todos os tipos de imagens que poderíamos imaginar. Desde a pequisa de referência e inspiração, até desenhos de storyboards para cenas específicas, fotos dos figurinos, stills da produções e todo o material de publicidade, como trailers e cartazes. Completíssimo.

Piratas nos Parques

★ ★ ★ ★ 

Como não poderia faltar, temos um extra centrado na atração da Disney que deu origem ao filme. No caso, é um nostálgico vídeo de 1968, que apresenta uma porção do programa O Maravilhoso Mundo das Cores de Walt Disney, levando o espectador para conhecer os primeiros anos da atração do Piratas do Caribe, assim como o processo criativo de Walt Disney para o famoso brinquedo e seus bonecos animatrônicos.

Conclusão

O lançamento em DVD do primeiro Piratas do Caribe foi uma espécie de evento para a Disney. Com o sucesso desta recém-criada franquia, o tratamento para a edição especial em home video foi bárbara, com um vasto aprofundamento no material extra, diversas cenas inéditas e muito mais curiosidades. Traz algumas falhas e decisões estranhas (vide o segundo comentário em áudio), mas no geral, tem tudo o que uma boa edição requer.

Leia mais sobre Piratas do Caribe

Comente!