Depois de tantas reviravoltas extremas na história de sua produção, finalmente tivemos o tão aguardado retorno de Prey. E, ainda por cima, no melhor momento que já vimos da Bethesda. Emplacando só jogaços, a Bethesda e a Arkane saíram do ótimo Dishonored 2 para entregar um game hardcore bastante saudosista e corajoso. Quem já embarcou ou pensa em cair de cabeça em Prey na Talos-1 não podem perder nossas dicas para deixar o passeio na estação espacial de Prey mais agradável. Confira abaixo:

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

Não Desista

Essa é uma que eu repeti como um mantra. Prey é um jogo que te bate sem dó nem piedade. O primeiro motivo é o fato de você começar como um verdadeiro zé ruela extremamente fraco. Sem resistência alguma, propriedades adicionais no traje e com upgrades ainda prematuros na árvore de habilidades, as primeiras horas te deixarão de joelhos pedindo clemência. Essa clemência chegará mais tarde conforme adquirir armas de fogo, maior espaço no inventário e melhorias para as armas. Paciência é tudo em Prey tanto que isso nos leva para a próxima dica.

Explore Talos-1

Prey não é um game tão linear como muita gente pode pensar. A estação Talos-1 é gigantesca e consideravelmente livre para explorar – o jogo te lembra a todo momento que existem diversas possibilidades para chegar até a sala que você deseja ir. Se você seguir à risca as missões principais para apressar o game, pode ter certeza que encontrará maus bocados. Tudo isso por motivos simples: inimigos mais poderosos vão começar a infestar a nave enquanto você ainda estará despreparado e você não terá neuromods o suficiente para conseguir comprar as habilidades que voltam a nivelar o game. Portanto, explore e faça as missões secundárias sempre que possível. Prey é enorme e difícil. E a pressa é a principal inimiga desse game. Nunca se esqueça disso.

Colete tudo

Essa daqui está virando obrigação em tudo quanto é jogo. Já mencionei na lista de dicas para Horizon Zero Dawn e aqui vale a mesma coisa. Pode lotar teu inventário de lixo o quanto quiser, armas sobressalentes também. Mas sempre tenha em mente onde está a máquina recicladora mais próxima da “fase” que você estiver na estação. Reciclar toda a porcaria te dará matérias-primas mais do que necessárias para fabricar itens importantes como munição e granadas (usem sem dó as recicladoras no Fanstasmas mais poderosos).

Economize Neuromods para comprar as skills certas

Ok, essa é bem subjetiva, mas vai te ajudar a aguentar mais facilmente o tranco do game depois de um tempo. Como havia dito, é necessário sim que você colete muita coisa no jogo e, também, se comportar como um urubu carniceiro checando todo bendito cadáver que aparecer no caminho para coletar itens melhores. Primeiro, invista na skill Necrópsia. Com ela, você coletará ainda mais material exótico dos Typhons que detonar pelo seu caminho te ajudando a fabricar bons itens sem se preocupar em esgotar esse material rapidamente. A outra skill recomendada para dedicar seus preciosos neuromods é a de expansão de inventário. Novamente isso tudo é relacionado com a dica anterior.

 Há jeitos melhores de tirar itens pesados do seu caminho

Mais uma vez, Prey insiste que o jogador pense fora da caixinha. Não serão raras as vezes que você se deparará com objetos pesados que impedirão seu percurso em algum momento. O jeito mais óbvio e contraindicado é queimar neuromods para comprar a skill de força física. Porém, é bem mais inteligente usar as ferramentas que o cenário te oferece. Há diversos explosivos espalhados na Talos-1. Portanto, use-os a seu favor. Leve esses objetos perto das coisas que barram o caminho e simplesmente meta um tiro para explodir tudo. Te livrará dor de cabeça e ainda te permite comprar habilidades melhores.

Invista no poder do Canhão GLOO

É fácil pensar de início que o Canhão GLOO é uma arma idiota para criancinhas. Mas na verdade, ela é uma arma feita para os sádicos. Além da utilizade de criar bases para pularmos no melhor estilo plataforma, ela consegue apagar incêndios, entre outras funções secundárias. Porém, a vital é a de “congelar” seus inimigos com a massa que ela solta. Depois que você investir bastante na shotgun e ter bastante munição, basicamente poderá seguir uma receita de bolo eficiente: congele seus inimigos e descarregue o pente no bastardo. Lembrando que quando um fantasma cai no chão, geralmente não significa que esteja morto. Lembre-se de Zumbilândia: sempre dê mais um tiro para se certificar do óbito do bicho.

Use as benditas Torretas

Facilmente outra habilidade que indico para melhorar sempre que possível é a de hacking. Como disse, Prey é difícil (às vezes, desnecessariamente difícil), mas há as boas maneiras de contornar essa característica ingrata ao gamer casual: as torretas. Seja as terrestres ou os robôs aéreos que te caçam na primeira olhada, o jeito é hacker tudo o que for possível. Esses pequenos robôs voadores te ajudarão em pouco tempo a limpar o cenário já que vagam incessantemente por aí. Já as torretas terrestres, é bom transportá-las para locais que você sabe que encontrará inimigos mais poderosos.

Também é só seguir uma receita de bolo. Posicione suas torretas em locais estratégicos, já seguros. Depois, atraia seus inimigos até a sala com os robôs e os congele com o Canhão Gloo, Voiláa! Desse modo você consegue se livrar de muitos Fantasmas rapidamente a quase nenhum custo de esforço. Lembre-se sempre de levar ao menos uma enquanto perambula pela Talos-1 principalmente em áreas grandes como o Lobby que sempre terão inimigos novos te aguardando.

Repare ao seu redor

O design sonoro de Prey é formidável e ele te ajudará sempre que possível. Um dos grandes desafios é não ser pego de surpresa por diversos Mímicos – Typhons que imitam objetos do cotidiano para se camuflar no cenário. Geralmente você escutará a criatura correndo rapidamente e depois algum barulho variado: seja o de uma placa ou caneca caindo. Se andar com cautela e perder o timing para escutar a transformação da criatura, veja no cenário se não há algo fora do normal: uma caneca perfeitamente posicionada enquanto outra está no chão, se existem dois sinais de piso molhado um do lado do outro, etc. Os mímicos copiam objetos que já estão dispostos nos ambientes. Eles não conseguem se transformar em coisas que já não estavam lá.

É importante ressaltar isso porque muitos jogadores podem subestimar o desafio que eles oferecem. Acredite, essas criaturas são pequenas, rápidas e, quando em grupos de 3 ou 4, conseguem te matar rapidinho. Portanto, fique atento. Ao desconfiar de um objeto, já prepare o Canhão Gloo para congelá-lo (ao menor contato, é revelado se é um alien ou não). Caso for, prepare sua chave inglesa ou 9mm é acabe com a raça do maldito.

Paciência é tudo

Existem outras dicas simples como manter sua lanterna ligada durante confrontos com Fantasmas por conta da iluminação rudimentar de algumas salas, sempre fazer o salvamento rápido para não ter que enfrentar um inimigo difícil novamente se morrer por acaso, entre outras coisas.

Mas acredito que o grosso das dicas estão aqui. Levem a sério quando digo que Prey é difícil. Não tente apressar esse jogo para terminar a história rapidamente. Você se dará mal caso fazer isso. O progresso do seu nível de poder não é atrelado a experiência acumulada, níveis ou fechar missões importantes, mas é sim baseado através de muita exploração.

Leve seu tempo e aproveite o que o jogo te oferece. Ele é longo e possui muitas qualidades que serão discorridas na nossa análise completa que sairá logo mais. Tente aplicar isso na sua jogatina. Te garanto que tornará a experiência bem mais agradável e divertida.

Comente!