No dia mais claro, na noite mais densa, o mal sucumbirá ante a minha presença, todo aquele que venera o mal há de penar, quando o poder do Lanterna Verde enfrentar!”. Tivemos um pequeno vislumbre deles em Liga da Justiça, porém, o momento em que esse super-herói, ou essa tropa de super-heróis, dará as caras no universo cinematográfico da DC Comics ainda é muito aguardado pelos fãs. Estamos falando dos Lanternas Verdes, a tropa de patrulheiros intergaláticos, a qual tem como membro mais famoso o terráqueo Hal Jordan. O principal símbolo dos lanternas é o anel, fonte de seus poderes, que é influenciado diretamente pela força de vontade do usuário. Quanto mais forte é a vontade de seu portador, mais poderosos são seus construtos.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

A primeira aparição do personagem ocorreu na HQ All American Comics #16, de 1940, na qual o personagem principal é Alan Scott, lanterna da Terra 2, que tem como fraqueza o fato de seu anel não funcionar em madeira. De lá para cá, várias histórias e versões dos personagens foram vistas, com novos lanternas terráqueos sendo apresentados, como Hal Jordan, John Stewart, dentre outros. Por conta de todo esse histórico, cá estamos, elencando algumas das melhores histórias do personagem nesses 77 anos de existência.

 

10. O Dia Mais Claro

A continuação direta de A Noite Mais DensaO Dia Mais Claro pode não contar com toda a grandiosidade da saga anterior, mas seu autor, Geoff Johns, certamente não permite que sua fase frente ao Lanterna Verde caia na mesmice, entregando um arco (também parte de um grande crossover da editora) que inesperadamente une alguns dos mais icônicos personagens da mitologia do Lanterna. São esses: Sinestro, Carol Ferris, Saint Walker, Atrocitus, Indigo-1 e Larfleeze – juntos eles devem impedir a captura das outras entidades do espectro emocional. Os eventos dessa história acabam levando à Guerra dos Lanternas Verdes.

9. Contos de Ganthet

Não há como desvencilhar a ideia da Tropa dos Lanternas Verdes dos Guardiões do Universo. Independente de suas inúmeras aparições nas revistas dos lanternas, porém, poucas foram as vezes que vimos a história desse grupo ser abordada. Contos de Ganthet vem para mudar isso, jogando uma luz sobre o passado dos maltusianos, enquanto Ganthet e Hal Jordan viajam juntos a fim de salvar uma raça inteira da extinção. Criado por Larry Niven e John Byrne, o arco é uma perfeita pedida para quem deseja conhecer mais da mitologia desse herói, tudo enquanto aproveita uma história que vai da Terra até os confins do espaço.

8. Crepúsculo Esmeralda

Uma das histórias, mais conhecidas do personagem. Se passando após a ressurreição do Superman, vemos Hal Jordan de luto por conta da destruição que devastou sua cidade natal, Coast City. Utilizando-se de seu anel para criar projeções de todos os elementos da cidade que fizeram parte de sua vida, como seu pai e seu primeiro amor, Jordan comete uma grave infração aos preceitos da Tropa, usando seus poderes em proveito próprio. Isso chama a atenção dos Guardiões, seres milenares criadores da tropa, que encerram as atividades realizadas por Hal. Com raiva pois os Guardiões não lhe permitiram reconstruir sua cidade, Hal parte em direção ao planeta Oa, lar da Tropa, para encarar seus superiores. No caminho, o herói mata vários Lanternas que vieram enfrentá-lo, tomando o anel de cada um visando adquirir ainda mais poder. Ao fim, vemos o herói tornar-se o vilão Parallax.

7. Origem Secreta

Escrita por Geoff Johns e Ivan Reis, Origem Secreta reconta a origem de Hal Jordan. Mostrando momentos de sua infância, um pouco da relação familiar, a morte de seu pai e seus primeiros momentos como Lanterna, com direito ao início de sua relação com Sinestro, seu mentor que acabou se tornando um dos maiores inimigos do herói. Uma história de origem que aprofunda o personagem, permitindo entender melhor os fatos que levaram Hal Jordan a tornar-se a pessoa que é, além de ajudar a preparar o terreno para sagas posteriores.

6. Sem Medo

Depois de testemunharmos o retorno de Hal Jordan em Renascimentovemos o herói tentando restabelecer sua vida em Sem Medoprimeiro arco da fase de Geoff Johns. Como início de uma nova era do herói, essa edição funciona perfeitamente como porta de entrada para novos leitores, mostrando brevemente sua história de origem, além de lidar com a vida de Hal Jordan quando não está usando o anel. Ao contrário das muitas histórias cósmicas do personagem, esse é um arco mais pé no chão, introdutório, mas que não deve nada aos melhores exemplares do Lanterna. De brinde ainda ganhamos páginas assinadas por variados artistas de renome, como Darwyn Cooke e Alex Ross.

5. Mundo Surreal

Certamente a mais diferenciada obra desta lista, Mundo Surreal, nasceu da mente de Seth Fisher, que apresentou a ideia da história, com exemplos da arte, para os editores da DC Comics. Posteriormente, tal ideia acabou se tornando uma minissérie com Hal Jordan como protagonista. Passada inteiramente em um mundo formado pela imaginação de outros lanternas verdes, a trama nos conta como Jordan aprendeu a utilizar seu anel. Com roteiro de J. M. DeMatteis e a arte surreal de Seth Fisher, essa é uma história que foge dos velhos clichês de quadrinhos de herói, apresentando um texto ousado, diferente e inesquecível.

4. Renascimento

Como o próprio nome sugere, trata-se de um renascimento, nesse caso para Hal Jordan. Nessa HQ descobrimos que todo o surto de Hal Jordan em Crepúsculo Esmeralda foi na verdade causado pela impureza da energia amarela do medo contida em seu anel durante todos esses anos, a qual o consumiu lentamente. Estrelando vários membros da tropa, como os quatro lanternas terráqueos vistos até aquele momento, a história mostra como Hal consegue superar o seu medo, que assume a forma da entidade Parallax. Além disso, a história ainda serviu para não apenas mostrar o processo de reerguimento da Tropa, como alguns novos conceitos que seriam utilizados futuramente nas histórias do personagem, tendo como principal exemplo o espectro emocional.

3. Guerra dos Anéis

Girando em torno dos Lanternas Verdes da Terra, Hal Jordan, John Stewart, Guy Gardner e Kyle Raynner, além do resto da Tropa, Guerra dos Anéis é uma história escrita por Geoff Johns e Dave Gibbons onde nós vemos uma batalha intergalática contra a Tropa Sinestro, liderada pelo ex-lanterna verde Sinestro, que ambiciona dominar o universo utilizando-se da energia amarela do medo. Ao final, muitos personagens foram modificados, mortos ou reintroduzidos como resultado do evento. Uma história escrita por Alan Moore em 1986, na revista Contos da Tropa dos Lanternas Verdes, foi a base temática do enredo. Inclusive, nessa mesma revista, há uma profecia que leva o nome de uma das mais famosas sagas das histórias do Lanterna, a qual será citada a seguir.

2. A Noite Mais Densa

Uma face de metal e carne falará dos segredos da 52. O medo vai aumentar. A força de vontade irá se reunir. E uma onda de luz irá desencadear a verdade por trás do poder do anel”. As palavras acima constam no livro de OA e se tratam de uma profecia que remete diretamente a história que estamos falando nesse momento. Aclamada por público e crítica, A Noite Mais Densa acaba sendo um mega crossover que apresenta todas as Tropas se unindo para impedir a ameaça da Mão Negra e de Nekron, uma personificação da morte, possuidor da habilidade de ressuscitar os mortos, ressuscitando assim todos os super-heróis caídos, com o objetivo de acabar com todas as emoções do universo junto aos Lanternas Negros. Uma das melhores histórias dos últimos anos, a qual, caso você não tenha lido, deve fazê-lo imediatamente.

1. Lanterna Verde e Arqueiro Verde

Aqui, a história considerada por muitos como a melhor história do personagem. Nela, após ser repreendido pelo Arqueiro enquanto defendia um senhor que era agredido na rua por alguns jovens, o Lanterna Hal Jordan, Oliver Quinn e um dos guardiões de Oa partem em uma viagem ao redor dos Estados Unidos, onde o patrulheiro intergalático vai sendo apresentado a particularidades que seu posto acaba por vezes não permitindo que ele se depare, como a discriminação racial, a pobreza e o vício em drogas, já que sua responsabilidade envolve algo de maior alcance, diferente do Arqueiro, que conhece a realidade mais crua das ruas. Sem dúvida alguma uma grande história, onde Hal Jordan percebe que mesmo a arma mais poderosa do universo não é o suficiente para resolver todos os seus problemas.

Comente!