Um cidadão de Moscou, Rússia, processou a Apple por dano moral alegando que a companhia americana o empurrou à homossexualidade.

O homem, identificado apenas como D. Razumilov, exige um milhão de rublos pela alegada doutrinação.

Ele afirma que a empresa provocou com “manipulação” para que ele mudasse de orientação sexual. Razumilov explicou que faz alguns anos em que instalou em seu iPhone um aplicativo para operar com criptomoedas Waves Platform, baixado no App Store, a loja oficial da companhia.

Segundo sua versão, este verão solicitou uma transferência de bitcoins, mas em vez disso recebeu de forma anônima 69 “GayCoins”, uma das divisas eletrônicas operadas na plataforma. A transação vinha acompanhada de uma mensagem em inglês: “Don’t blame until you do that”.

O que meio que fazia sentido para Razumilov e, eventualmente, o levou a se envolver em um relacionamento gay.

O requerente explica que desde então ficou enredado em relações com o mesmo sexo e que agora inclusive tem um namorado, algo que não sabe como explicar a seus pais. E conclui que sua vida mudou para pior e jamais voltará a ser a mesma pessoa.

“A Apple empurrou-me com manipulação para a homossexualidade. As mudanças ocorridas me causaram sofrimento moral e dano psicológico”

Afirmou o cidadão.

O processo foi registrado na quarta-feira (02/10) na Corte do Distrito Presnenski de Moscou e está prevista uma audiência para o próximo 17 de outubro.