Aranhaverso é o nome dado a um mega evento recente que envolveu primariamente os quadrinhos do Homem-Aranha, mas que originou várias histórias secundárias em quadrinhos relacionados ao universo do aracnídeo, como o Homem-Aranha Ultimate (Miles Morales), Mulher-Aranha dentre outros. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre a saga, seus personagens envolvidos e principais consequências para as histórias do Homem-Aranha.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

A Saga

Há aproximadamente quinze anos, é revelado ao leitor que o Homem-Aranha é um “totem”, uma ponte entre o reino humano e o reino animal. Durante gerações, o totem aranha sempre teve alguma personificação. A de nossa geração seria Peter Parker. No entanto, no passado, haviam outros. Um deles, o misterioso Ezekiel Sims, encontra Peter para lhe avisar de um grande mal: Morlun. Morlun é um vampiro interdimensional que se alimenta da força vital desses tótems. Morlun caçou Ezekiel no passado, mas fracassou. Ezekiel, por sua vez, decidiu estudar o vampiro e alertar as próximas gerações do mal que lhes sobreviria. O vampiro finalmente encontra Peter Parker e é derrotado após diversos conflitos e embates, tendo seu corpo totalmente desintegrado.

Vários anos depois, porém, Morlun ressurge, juntamente com sua família de vampiros. Juntos, decidem iniciar a Grande Caçada que eliminará todos os Homens-Aranha que já existiram em toda a realidade. Um de seus membros, Karn, o Tecelão Mestre, lhes permite trafegar livremente pelos infinitos universos.

Os Homens-Aranha

Basicamente todos os personagens do universo Marvel que estejam relacionado de alguma forma com o Aranha dão as caras, com exceção (por decisão editorial) dos famosos Venom e Carnificina. Diversos outros Homens-Aranha também são criados, expondo toda a criatividade dos roteiristas. Confira abaixo os principais:

Spider-Gwen

Apresentando uma origem nova para um personagem querido, dessa vez quem foi mordido pela aranha radioativa não foi Peter Parker, mas sim Gwen Stacy. E nesse universo é Gwen quem perde Peter e aprende mais sobre poderes e responsabilidade. Seu personagem teve sucesso com o público e adquiriu popularidade para uma revista solo.

Porco Aranha

Este personagem teve certa relevância na trama de Aranhaverso, geralmente como alívio cômico. No universo de onde ele veio, o mundo é habitado por animais inteligentes. O Porco-Aranha continuou aparecendo nos quadrinhos de uma equipe composta por homens-aranha do Multiverso.

Kaine

Este é o primeiro clone feito a partir do DNA de Peter Parker, durante a saga do clone. Kaine adquiriu do público a popularidade que a saga que o gerou não conseguiu atingir. Sua presença durante Aranhaverso é importante e sua forma de lidar com os Herdeiros acaba indo de encontro com a forma de Peter Parker, gerando certos conflitos durante a saga.

Ben Reilly

Ben Reilly, ainda outro clone do Peter Parker que inclusive assumiu seu posto de Homem-Aranha durante a saga do clone, também adquiriu popularidade com os leitores. Seu reencontro com Peter Parker após tantos anos é, no mínimo, emocionante.

Silk

Silk (Cindy Moon) foi mordida pela mesma aranha radioativa que mordeu Peter Parker e lhe conferiu os mesmos poderes do Homem-Aranha. Ela tomou parte na luta contra o vampiro Morlun, também entrando em conflito com Peter pela sua forma de lidar com os vilões. Depois da batalha com Morlun, Silk foi em busca de seus pais e de seu irmão.

Homem-Aranha Noir

Este personagem foi criado junto a um line-up da Marvel de readaptar vários personagens seus com o estilo noir; tons escuros, histórias mais sombrias e a costumeira narração em off. O Homem-Aranha Noir ganhou uma versão para games em Spiderman: Shattered Dimensions e também teve sua importância durante os eventos de Aranhaverso.

Superior Homem-Aranha

Talvez o mais emblemático de todos, o Superior Homem-Aranha nada mais é que Otto Octavius, o famoso vilão Dr. Octopus, com controle sobre o corpo de Peter Parker. No arco de histórias onde Otto assume o corpo de Peter, em dado momento ele entra em um buraco dimensional, sem grandes explicações. É somente ao fim do arco e algumas edições mais tarde, que descobrimos que os eventos de Aranhaverso foram responsáveis pelo deslocamento temporal. No corpo de Peter, Otto continua agindo de forma vilanesca, mesmo que busque a proteção dos Homens-Aranha do Multiverso.

Existem ainda diversos outros que são apresentados e têm tempo para pelo menos alguma piada clássica do aracnídeo. Confira abaixo o lindo vídeo produzido pela DKNG e Mondo que contém grande parte dos personagens mostrados e o pôster da Mondo:

O pôster inspirado nos eventos também impressiona:

Os Herdeiros

Os Herdeiros são a família de vampiros que, juntamente com o Tecelão Mestre, caçam os Homens-Aranha do Multiverso. São eles Bora, Brix, Daarroh, Daemos, Jennix, Karn, Malos, Morlun, Mortia, Naamurah, Solus, Thanis, Verna e a matriarca sem nome.

Todos eles têm seu espaço dentro da história, como ferozes e violentos oponentes e respeitando uma interessante relação familiar. Diversos homens-aranha morrem nas mãos destes vilões, lhes dando peso e certo temor durante a história. De todos os citados, os que ganham maior destaque ao longo da história são Morlun, Karn (O Tecelão Mestre), Daemos e Verna.

Consequências

As consequências de Aranhaverso não foram grandes. Logo após o fim de seu evento, o crossover Guerras Secretas de 2015 (confira nossa crítica aqui) fez uma espécie de reconstrução da linha editorial, removendo o selo Ultimate. Uma das maiores diferenças é que agora Miles Morales, o Homem Aranha do universo Ultimate pertence ao mesmo planeta que o resto dos heróis, inclusive Peter Parker.

Peter age como um tutor para Miles Morales, que passa a ser o Homem Aranha, enquanto Peter foca em seus novos empreendimentos.

Alguns quadrinhos foram iniciados com vários personagens que fomos apresentados durante Aranhaverso, como Spider-Gwen, Silk, Aranhaverso e No Limite do Aranhaverso. Em todas elas acompanhamos o desenvolvimento destes personagens após os eventos da saga.

Recepção

Mesmo com uma história repetitiva e em diversos momentos fraca, Aranhaverso ganhou grande parte dos fãs com seu fan-service constante, humor em escala cósmica e pelo simples fato de termos a chance de rever algumas versões favoritas do Homem-Aranha interagindo e em ação novamente. É difícil resistir ao apelo que a história em si trás. Existem planos para novas sagas semelhantes e Aranhaverso já tinha recebido uma versão específica para os eventos de Guerras Secretas.

A crítica de modo geral foi mista com a história de Dan Slott mas Aranhaverso garantiu seu espaço ao lado das sagas mais icônicas do herói.

E você, qual seu personagem favorito de Aranhaverso?

Comente!