O ano de 2019 marca o fim de mais uma década, que pode se destacar como uma das mais ricas e diversas da cultura pop. Além de grandes filmes, games e livros, tivemos ótimos 10 anos para a televisão, que entrou em uma nova Era de Ouro com a ininterrupta onda de qualidade.

Em uma tarefa difícil, selecionamos as 10 melhores séries de TV/streaming lançadas na janela de 2010 a 2019 em um ranking.

Confira abaixo.

10. Rick and Morty

Desde Os Simpsons não tínhamos uma série de animação se tornando tão popular e bem avaliada de forma rápida. A criação de Dan Harmon e Justin Rolland explora o melhor das ideias mais profundas e perturbadoras da ficção científica em um misto de humor escatológico e drama existencial. Rick and Morty já nasceu clássica.

9. Atlanta

E foi assim que Donald Glover conquistou Hollywood. Com apenas duas temporadas até agora, Atlanta se provou como uma das séries de comédia mais inventivas e inteligentes dos últimos tempos, com temas sociais, episódios antológicos e puro surrealismo se misturando de forma única. Contando os dedos para a estreia da terceira temporada.

8. The Marvelous Mrs. Maisel

Por falar em grande refinamento cômico, é da Amazon a grande série de comédia destes últimos dez anos. Ao narrar a história de uma dona de casa rica que resolve trilhar a carreira de comediante stand up na década de 50, Amy Sherman-Palladino trouxe uma das séries mais bem escritas, projetadas e – ênfase aqui – dirigidas dos últimos anos. Alie isso ao carisma explosivo de Rachel Brosnahan, e temos uma série simplesmente irresistível.

7. Game of Thrones

Existe a televisão antes de Game of Thrones e a televisão depois de Game of Thrones. Ainda que a série de fantasia da HBO tenha derrapado em suas temporadas derradeiras, não desfazem o feito histórico da série de D.B. Weiss e David Benioff, que ajudou a elevar a TV a um nível cinematográfico nunca antes visto, capturando o coração de fãs com tramas elaboradas e personagens inesquecíveis.

6. Watchmen

Talvez seja cedo para definir a ousada adaptação/continuação de Damon Lindelof para a obra-prima de Alan Moore, mas tudo o que vimos de Watchmen, foi irretocável. A série é um primor na forma como desenrola sua narrativa, cria um universo inteiramente novo e também como sua direção explora diferentes linhas temporais, temas espinhosos e um elenco fenomenal. Uma série viciante, e que só deve ficar melhor com o tempo.

5. True Detective

O policial é o gênero mais batido e sobrecarregado da televisão americana, mas a HBO e Nic Pizzolatto conseguiram injetar vida nova com a excepcional antologia True Detective. A primeira temporada, em especial, se destaca pela dinâmica explosiva entre Matthew McConaughey e Woody Harrelson, que dominam uma trama intrincada, sombria e filosófica. Não que as demais temporadas não merecem carinho (sim, até a segunda), mas o ouro está nesse genial primeiro ano.

4. Better Call Saul

Não é fácil mexer em uma obra perfeita, principalmente quando falamos de uma série tão bem resolvida quanto Breaking Bad. Mas ao olhar para o universo particular e passado de um dos coadjuvantes da série, Vince Gilligan e Peter Gould encontraram algo tão valioso quanto em Better Call Saul, que acompanha a lenta e dramática transição de Bob Odenkirk para o advogado criminal Saul Goodman. O mesmo primor de Breaking Brad em direção, roteiro e fotografia se repete aqui, mas de forma ainda mais intimista.

3. Chernobyl

É difícil lembrar a última vez em que um drama semi-documental causou tanto alvoroço e despertou tanta atenção quanto Chernobyl. A minissérie da HBO dramatizou o histórico desastre nuclear soviético da década de 1986, e o fez com muita segurança: o roteiro de Craig Mazin serviu como aula de exposição e dramaturgia, ao passo em que todo o elenco encabeçado por Jared Harris ofereceu performances incríveis, todas bem capturadas pela direção impressionante de Johan Renck. Chernobyl veio e se foi depressa, mas seu lugar na História está garantido.

2. Twin Peaks: O Retorno

Um dos projetos mais radicais e ambiciosos dessa década. David Lynch retornou a seu mundo de Twin Peaks de forma assustadora, enigmática e brilhante, trazendo uma das obras que melhor define seu estilo e carreira. Com as chaves do reino da Showtime, Lynch fez da terceira temporada de Twin Peaks um evento único e difícil de ser descrito, mas que merece ser experienciado ao máximo com seus 13 capítulos.

1. Fargo

Quando a FX anunciou uma série baseada no primoroso filme dos irmãos Joel e Ethan Coen, ninguém poderia imaginar que esse seria o altíssimo nível a ser atingido. Ao longo de três temporadas praticamente perfeitas, a antologia de Noah Hawley trouxe histórias intrínsecas, inteligentes e engenhosas – aliadas a um alto nível de simbolismo, direção e elenco. Uma série perfeita, com potencial para entrar no hall das grandes produções da TV americana.