em ,

Criador de Round 6 diz estar “perplexo” por crianças estarem assistindo à série

Round 6 é uma série marcada pela sua extrema violência gráfica, mas ainda assim, parece que muitos pais estão deixando ou estão desatentos sobre a temática da série ao permitirem que crianças e jovens assistam seu conteúdo.

Isso surpreendeu até mesmo o criador da produção, Hwang Dong-hyuk, ao ser entrevistado pelo jornal O Globo.

“Não estou em nenhuma rede social, então nem pensei na possibilidade de crianças estarem assistindo por essas mídias. Essa obra não é para elas. Estou perplexo que crianças estejam vendo. Espero que os pais e professores ao redor do mundo sejam prudentes para que elas não sejam expostas a esse tipo de conteúdo. Mas, se já viram, espero que os adultos as ajudem a entender o significado do que está por trás da tela. Torço para que haja boas conversas”.

Dentro da Netflix, a série tem a classificação indicativa de 16 anos. As brincadeiras da série focada em jogos de campeonato viralizaram nas redes sociais.

A preocupação sobre o consumo da série por jovens e crianças começou há alguns dias no Brasil, após professores de algumas escolas perceberem crianças reproduzindo versões de jogos mostrados na produção.

A série está disponível na Netflix.

O que você achou desta publicação?

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Série da Netflix baseada em contos de Edgar Allan Poe será violenta e insana, diz criador

Crítica | Coisas Verdadeiras – Uma história de amor padrão