Hoje começamos as nossas apostas e previsões para o maior evento de games do mundo: a E3! O que será que as empresas irão mostrar de suas franquias? Quais surpresas podemos esperar? Vamos especular sobre tudo isso e muito mais nos próximos dias.

Com as conferências da Microsoft e da Sony roubando a cena todos os anos com os maiores anúncios e apresentações explosivas, é até difícil de lembrar que temos diversas third-parties fazendo sua própria apresentação anunciando e detalhando diversos grandes jogos para os próximos anos. De distribuidoras de grande porte como Bethesda até de jogos indie como a Devolver Digital e PC Gaming Show (que não iremos cobrir aqui). Conferência é o que mais vamos ter esse ano!

Então…o que podemos esperar de cada uma? Vamos falar rapidamente sobre o que achamos que irá rolar nas três maiores third-parties da E3 2017.

EA

Começando a maratona de conferências, no dia 10, às 16h, teremos o EA Play, apresentação anual da Electronic Arts. Apesar do tamanho da empresa, a EA geralmente não tem a conferência mais empolgante do evento, focando muito mais nos seus títulos de esporte anuais (FIFA, NFL, NBA, etc) e de corrida, com o já anunciado Need for Speed Payback sendo o destaque.

Tirando isso, podemos esperar algum anúncio sobre os títulos baseados em Star Wars, com o principal sendo Battlefront II, que com certeza deverá ter no mínimo uma demo completa na apresentação, mostrando um pouco da campanha ou uma partida multiplayer (será que teremos celebridades jogando uma partida como vimos na E3 passada com Battlefield 1?), além de detalhar os novos modos, mostrando que a desenvolvedora prestou atenção às reclamações do primeiro jogo.

Mas o que os gamers estão realmente curiosos é sobre se a empresa vai ou não vai mostrar alguma coisa do jogo produzido pela Visceral Games e dirigido por nada menos que Amy Hennig, criadora da franquia Uncharted. (Ainda) planejado para sair ano que vem, é provável que veremos uma demo ou ao menos um trailer, já que até hoje só tivemos um pequeno vídeo mostrando a ambientação do jogo, em um cenário parecido com Tatooine.

Além disso, a EA tem na manga mais um título Star Wars nunca antes mostrado produzido pela Respawn Entertainment, desenvolvedora de Titanfall. Será que teremos ao menos algum relance do jogo ou ficaremos apenas nos storyboards e comentários dos desenvolvedores, algo que a EA gosta de fazer em suas apresentações?

Fora isso, temos outra grande desenvolvedora que pode mostrar a cara: Bioware. Apesar do fiasco que foi o lançamento de Mass Effect Andromeda. Enquanto este era desenvolvido pelo estúdio secundário em Montreal da Bioware, o principal focava em outro projeto. Com o codinome Dylan, o jogo promete ser um título com elementos de multiplayer massivo e cooperativo em um mundo de grande escala, algo comparado com Destiny. Enquanto isso, sabemos que o estúdio também trabalha em um novo Dragon Age, mas que ainda deve estar longe de ser mostrado.

E quanto a Mass Effect? Bem, após os problemas com Andromeda, a Bioware já anunciou que colocará a série em hiato, então no máximo que podemos ver é algum DLC de Andromeda (talvez nem isso, para exatamente não tocar em assuntos  “delicados”).

Fora isso, só podemos imaginar coisas mais divertidas de ser ver em uma conferência. Um novo Dead Space? Crysis? Quem sabe um reboot de Spore? Não dá pra esperar muito das conferências da EA mas nunca é tarde para sonhar.

Bethesda

E no mesmo dia que a Microsoft deverá mostrar seu Project Scorpio, a Bethesda vai ter sua conferência algumas horas depois, à 1 hora da madrugada do dia 11 para o 12.

Como visto nos últimos dois anos, a empresa sabe muito bem anunciar e apresentar seus títulos, sendo que Fallout 4 é usado até hoje como um exemplo de anúncio direto e já com data 6 meses após o seu anúncio. Mas será que teremos algo assim esse ano?

É engraçado parar pra pensar que a empresa detém tantos estúdios e franquias. Com o recente sucesso de Doom, Dishonored e Prey, essa lista aumentou ainda mais, com diversos estúdios trabalhando em múltiplos projetos.

Para começar, temos o estúdio da casa, a Bethesda Studios, detentora das franquias Elder Scrolls e Fallout. Apenas no estúdio de Todd Howard temos rumores de 7 projetos sendo feitos simultaneamente: Fallout 4 VR, Skyrim para Switch, um jogo mobile sem nome, dois RPG’s AAA (com um deles aparentemente sendo uma ficção científica chamada Starfield), The Elder Scrolls VI e um sétimo título ainda não detalhado. Também temos rumores de um jogo produzido pelo estúdio com elementos Free-to-Play, podendo ser ou não o sétimo projeto ou o jogo para celular. Um novo Fallout Shelter? Ou algum companion para o próximo título Elder Scrolls? Não dá para saber. Mas a maior pergunta é se o estúdio já está preparado para mostrar o sucessor de Skyrim. Nossas apostas? Sim, vamos ver The Elder Scrolls VI no evento! Nem que seja apenas um trailer CG de anúncio.

E agora falando dos outros estúdios da empresa, temos estúdios como Arkane (Dishonored e Prey), id Software (Doom, Quake Champions), MachineGames (Wolfenstein: The New Order) e Tango Gameworks (The Evil Within). É esperado após diversas especulações que teremos a sequência de The Evil Within e Wolfenstein, o último já tendo seu nome mostrado rapidamente na última conferência, com o subtítulo The New Colossus. Sobre a Arkane, podemos ver ou DLC para Dishonored 2 e Prey ou uma ausência completa da empresa, já que ela acaba de lançar dois grandes títulos em questão de meses e deve demorar para mostrar algum jogo novo.

Lembrando que em preparação para a sua apresentação, a empresa colocou no seu site uma imagem mostrando um mapa de um parque de diversões em que cada área é um game distribuído por ela. Com Prey, Doom, The Elder Scrolls Online, Fallout 4 e Dishonored 2. Entre elas, se vê duas áreas interditadas, com os possíveis dois grandes anúncios que a empresa disse que faria no evento. Nossas apostas ficam em The Evil Within 2 e Wolfenstein: New Colossus.

Ubisoft

E para fechar com chave de bug, a conferência da empresa francesa vêm no dia 12 de Junho às 17 horas, com as principais novidades da empresa e muitas demos de jogos que vão sofrer downgrades futuramente.

Sendo uma das mais “imprevisíveis” de se acompanhar, com sempre algo que vira meme na internet. Este ano a conferência já parece estar bem definida com os últimos anúncios dos dois maiores jogos da empresa: Far Cry 5 e Assassin’s Creed Origins, o último ainda não anunciado oficialmente mas já com diversos vazamentos (como é de costume com a franquia). Após 1 ano de descanso, a franquia de assassinos volta com tudo no novo título, se passando no Egito antigo. Rumores apontam para um lançamento ainda este ano, será? Pelo menos podemos esperar demos in-game dos dois jogos.

A pergunta que fica é: será que é só isso? Como todo ano a empresa anuncia um título surpresa (2012=Watch Dogs, 2013=The Division, 2014=The Crew, 2015=Ghost Recon Wildlands, 2016=Steep), é esperado algo novo e diferente ou uma continuação de uma franquia antiga. Nossas apostas estavam em Beyond Good & Evil 2 antes do criador da série, Michel Ancel, falar que o jogo deverá ser mostrado este ano, mas não na E3. Então o que esperar? Algum título completamente novo como Steep? Nossa aposta: um reboot da adormecida franquia Splinter Cell, que não vê um novo título desde Blacklist, de 2013.

Fora isso, podemos esperar o de sempre: algum novo trailer bem-humorado de South Park: Fractured But Hole, que finalmente tem uma data de lançamento para 17 de Outubro deste ano. Um DLC de Ghost Recon Wildlands e For Honor, e um novo Just Dance, com as principais músicas pop do momento (teremos Despacito?).

E sobre aquele jogo vazado chamado Mario + Rabbids Kingdom Battle? Bom, possivelmente deve ser mostrado no Nintendo Direct da Nintendo. Ou nos dois, dependendo da ênfase que a empresa vai dar para o título em termos de marketing.

E você, o que acha que vai rolar nas conferências das third-parties na E3 2017? Qual o título mais incrível que você consegue imaginar uma delas anunciando? Deixe seu comentário abaixo.

Comente!