Vida, o novo filme do diretor Daniel Espinosa, estreou modestamente, porém trouxe consigo uma tradição que consiste numa série de filmes feitos em épocas distintas mas com um elemento em comum: são obras que abordam os medos humanos, tendo como pano de fundo o espaço sideral e os mistérios que fazem dele um dos campos de estudo mais fascinantes que existem.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Aproveitando a ocasião oportuna (e que se tornará ainda mais com a estreia de Alien: Covenant), preparamos uma lista com os 10 melhores filmes de horror ou suspense que se passam no espaço. O leitor está preparado para embarcar nesta viagem assustadora? Sim? Então, vamos lá!

10 – Ele! O Terror Que Vem do Espaço

Em essência, Ele! O Terror Que Vem do Espaço é mais uma daquelas típicas ficções científicas B que eram rotineiramente produzidas pelos Estados Unidos na década de 1950. E, embora tenha uma trama que engaje o espectador, mantendo-o interessado até os minutos finais, não há muitos elementos técnicos ou narrativos que mereçam ser ressaltados. Porém, como foi o filme que mais influenciou Dan O’Bannon a criar o argumento e escrever o roteiro de Alien, O Oitavo Passageiro (o próprio roteirista afirma isso), não há como deixá-lo de fora desta lista. Afinal de contas, sem ele, provavelmente, nunca teríamos tido a chance de assistir à obra-prima de Ridley Scott. E, convenhamos, uma vida sem o longa de 1979 seria muito mais triste.

09 – O Enigma do Horizonte

A simples menção do nome Paul W. S. Anderson já é suficiente para causar medo em qualquer cinéfilo ou crítico. No entanto, na sua desastrosa carreira, há um filme que consegue se destacar positivamente: o injustiçado O Enigma do Horizonte. Destroçado pela crítica na época do seu lançamento, mas se tornando um verdadeiro objeto de culto com o passar dos anos, o filme, que conta a história de uma tripulação tendo de enfrentar alucinações, a loucura de um cientista e eventos sobrenaturais, é uma produção consciente de sua atmosfera B, mas também assustadora e envolvente. Quem dera Anderson tivesse continuado a realizar filmes com essa qualidade…

08 – Eclipse Mortal

As pessoas que assistiram a Eclipse Mortal no ano em que a obra foi lançada não imaginavam que depois desse filme chegariam aos cinemas duas sequências desastrosas, A Batalha de Riddick e Riddick 3. Mas, independentemente disso, o longa de 2000, mesmo nos dias de hoje, após sabermos quais foram as consequências da trama original, ainda consegue manter um frescor e deixar o espectador preso na cadeira. Claustrofóbico, intenso e divertido, o filme que revelou o astro Vin Diesel ao público (ele já tinha trabalhado em outros projetos, mas é só a partir de Eclipse Mortal que ele se torna uma figura conhecida) é um dos melhores exemplares da irresistível junção do horror com a ficção científica.

07 – Sunshine: Alerta Solar

Danny Boyle é um diretor eclético. Com comédias, dramas, filmes infantis e até mesmo de terror na sua já extensa filmografia, em 2007, com um roteiro escrito pelo talentoso e frequente colaborador Alex Garland, ele decidiu direcionar a sua atenção para a ficção científica. O resultado dessa empreitada foi o ótimo Sunshine: Alerta Solar. Filosófico e aterrorizante, o filme, que tem no elenco nomes conhecidos como Chris Evans, Cillian Murphy, Rose Byrne e Mark Strong, é uma mistura atraente da melancolia reflexiva de Solaris, do Andrei Tarkovsky, com o terror enervante de Alien, O Oitavo Passageiro. O longa é imperdível!

06 – Lunar

No segundo longa metragem de Duncan Jones (o filho de David Bowie), Sam Rockwell é Sam Bell, um astronauta que está na Lua numa missão de três anos, extraindo do solo lunático e enviando para a Terra uma substância energética. No entanto, dias antes de voltar para casa, ele começa a ver um clone cuja natureza alucinatória ou sobrenatural não é clara. Trabalhando com o conceito psicológico do duplo e se desenrolando numa atmosfera depressiva, Lunar, um suspense fiel à vocação filosófica da ficção científica, serve para nos mostrar como a solidão pode ser tão assustadora quanto monstros, fantasmas e seres de outras dimensões.

05 – Aliens, O Resgate

Apesar de não ter o mesmo brilhantismo do primeiro filme (o charme e a aura de mistério da obra de Ridley Scott são irreproduzíveis), Aliens, O Resgate é o segundo melhor exemplar da lucrativa franquia. Com direção de James Cameron – cujo trabalho anterior tinha sido o excelente O Exterminador do Futuro , o longa, que adiciona ação ao suspense inquietante, entrega um espetáculo visual e narrativo de encher os olhos. Expandindo o universo criado por Dan O’Bannon e Ronald Shusett, mas fiel ao material original, o filme é um exemplo de como toda sequência deve ser: condizente com aquilo que veio anteriormente, porém diferente a ponto de ter uma personalidade própria.

04 – O Planeta Dos Vampiros

Poucos nomes são tão importantes dentro do gênero Horror como o do cineasta Mario Bava. Pai da era de ouro dos filmes de terror italianos e praticamente responsável por levar o Giallo ao Cinema, o diretor, além de ter realizado filmes seminais e influenciado diretamente a obra de cineastas do calibre de Dario Argento e Lucio Fulci, plantou as sementes daquilo que no futuro se tornariam os subgêneros slasher e splatter. Na sua única incursão no território da ficção científica, Bava manteve a genialidade usual (o tom operístico, o trabalho com luzes e cores quentes e os movimentos de câmera complexos estão presentes aqui) e transformou O Planeta Dos Vampiros em uma das experiências cinematográficas mais fascinantes da história. Um filme único e inimitável.

03 – Solaris

Muitos dizem que Solaris foi a resposta soviética a 2001: Uma Odisséia no Espaço. Mas, reduzir essas duas obras a um conflito ideológico é um ato de injustiça. Ambas transcendem a esfera política e discutem temas muito mais elevados. No caso do filme do cineasta russo Andrei Tarkovsky, a trama parte de um ponto simples e atinge níveis perturbadores de suspense e apreensão. Explorando com profundidade as teses fenomenológicas de Edmund Husserl, o longa explora as intrincadas relações entre sujeito e objeto para revelar como, às vezes, os nossos desejos mais íntimos podem se tornar os nossos piores inimigos.

02 – Alien, O Oitavo Passageiro

A obra-prima definitiva quando o assunto é filmes de horror que se passam no espaço. Depois de Alien, O Oitavo Passageiro, nada mais foi como antes. O gênero, que até então era tratado como inferior, foi elevado ao patamar de arte, a galeria de vilões icônicos do Cinema teve de adicionar o assustador alienígena à sua lista, Sigourney Weaver se transformou numa estrela internacional, Ridley Scott virou um diretor de primeiro escalão, H. G. Riger entrou para a história, a 20th Century Fox descobriu ter em mãos uma franquia milionária  e todos os filmes subsequentes tiveram de lidar com o fantasma e a sombra do longa. Embora sejam raras, algumas obras de arte possuem a capacidade de aparecer e alterar definitivamente um panorama estabelecido.  Alien, O Oitavo Passageiro é uma dessas obras raras.

01 – 2001: Uma Odisséia No Espaço

Nenhum filme poderia ocupar o primeiro lugar senão 2001: Uma Odisséia No Espaço. Com efeitos especiais revolucionários e discutindo uma variedade infinita de temas, que vão desde a exploração espacial até a evolução biológica, passando por questões relevantes envolvendo as consequências dos avanços tecnológicos e da criação de inteligência artificial, o longa que adapta o conto do escritor Arthur C. Clarke aborda aquela que, dentre todas as ameaças contidas nos filmes desta lista, é que mais traz desespero ao homem: a mortalidade. Nenhum medo é maior que o da morte, e nenhum assunto nos inquieta tanto quanto o da vida após a morte. Contando com a condução faustosa de Stanley Kubrick, 2001: Uma Odisséia No Espaço é o ápice do suspense e da ficção científica no Cinema. Nesses dois gêneros e na junção entre eles, até hoje nenhum filme conseguiu superá-lo. E, sinceramente, duvido que um dia consigam. Afinal, esse é um dos poucos filmes realmente destinados à eternidade…

Ufa! Conseguimos sair vivos dessa jornada assustadora! E aí, gostaram da lista? Concordam com ela ou acham que algum filme ficou injustamente de fora? Curta, compartilhe, comente e não esqueçam que estamos preparando para vocês um especial inesquecível sobre Alien: Covenant. Não deixem de acessar a nossa página! Até a próxima!

Comente!