O dia dos pais é uma data importante para podermos sempre se lembrar de homenagear e idolatrar os pais que são tão queridos, amados e admirados por nós. Mas infelizmente nem o mundo nem o cinema é feito só de pais exemplares e que merecem ser louvados.

E eis aqui uma lista para poder relembrar dessas figuras paternas deploráveis que são capazes de não só traumatizar os seus filhos nos filmes, como nós os pobres espectadores.

Confira esses monstros:

10- Pai do Jim

American Pie (1999)

Então, o senhor nem é má gente e é bem intencionado nos conselhos que quer dar pro filho e seus amigos. Mas meu Deus, ajudar é uma coisa, querer envergonhar e quase humilhar falando de intimidades de masturbação falando de coisas que já fez em detalhes é completamente outra. No final ele apenas traumatiza o pobre Jim a se sentir envergonhado em fazer as coisas naturais sexuais da vida.

9- Harry Wormwood

Matilda (1996)

Nem falo do sofrimento que chega a ser ver a pobre Matilda sendo esnobada e enxotada por toda a família ao longo do filme. Ainda mais pelo seu frio e azedo pai, senhor Wormwood (Danny De Vitto), que é um fracasso de trabalhador e ainda ousa descontar tudo isso em cima da jovem filha anos luz mais inteligente que ele ao constantemente insulta-la de ter sido um erro. Alguém pise em cima desse anão de jardim cruel por favor!

 

8- Humbert Humbert

Lolita (1962)

Um padrasto que se sente atraído pela própria jovem enteada, já podia parar por aqui. Mas o canalha ainda usa da própria esposa para se aproximar mais e mais e se deixa levar pelo doentio sentimento. Chame isso de puramente perturbador.

7- Ego

Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017)

Não há nada mais maldoso do que alguém duas caras e Ego de Kurt Russel consegue ser um tremendo de um monstro babaca. Nós fazendo crer ser o cara mais legal e descolado da galáxia, pra mais tarde revelar com tanta calma e felicidade que havia colocado um tumor na cabeça da mãe do Quill – Senhor das Estrelas, para eles se juntassem um dia e ele pudesse usar a vida do próprio filho para destruir toda a galáxia. Alguém por favor chame a vara da criança das galáxias e prendam esse babaca!

6- Guy Woodhouse

O Bebê de Rosemary (1969)

Pois é, nem o próprio Satã que é o verdadeiro pai do filho da pobre Rosemary de Mia Farrow, consegue ser pior que o seu marido Guy Woodhouse (John Cassavetes). O desnaturado que não só vendeu o útero da esposa em troca de sua nova carreira de sucesso, e ainda tem medo de se aproximar da inocente criança amaldiçoada.

5- O Pastor

A Fita Branca (2009)

Quer pior pai que um que serve como perfeita metáfora de um líder ditatorial violento e extremista, que usa uma haste de ferro para castigar seus filhos e ainda os humilha obrigando eles a usarem humilhantes “fitas brancas” até acreditar que são limpas e puras. Alguém por favor mata esse cara.

4- Jack Torrance

O Iluminado (1980)

Sabe, o pior do Jack talvez nem seja o fato de que ele correu atrás do próprio filho e esposa para matar ambos com um machado enquanto estava em um puro estado de insanidade. E sim o fato de que o desnaturado levou a família para passar o inverno inteiro em total solidão ao lado dele enquanto ele arranjava inspiração para escrever enquanto os outros morriam de tédio, e depois deu uma de querer descontar sua frustração em ambos. Morrer congelado foi pouco!

3- Daniel Plainview

Sangue Negro (2007)

Quer pai pior e mais frio que um que só adota o pobre filho para lhe dar a aparência de um homem de família e boa índole para ir bem nos negócios, e o abandona sem pensar duas vezes quando o menino fica surdo em um acidente de na própria petrolífera dele. Fica difícil eleger um monstro pior que esse depois desse.

2- Darth Vader

Saga Star Wars

Precisa dizer algo aqui? Esse senhor não só nem sequer sabia da existência dos filhos e quando soube começou a fazer pressão psicológica para o rapaz se converter para o lado negro e ainda lhe cortou a mão sem pudor algum. E ainda por cima quando soube da existência de sua irmã estava disposto a matar o filho e ir fazer a mesma tortura para converter a filha. Nunca dê uma criança para um lorde Sith criar por favor!

1- Noah Cross

Chinatown (1974)

Roman Polanski parece ter um dom de criar figuras paternas demoníacas, eis aqui a mais desprezível que o cinema já viu. Pra além do fato de estuprar a própria filha Evelyn, ele é o mandante do assassinato de seu marido, e que mais tarde ocasiona a morte dela enquanto rapta sua neta/filha para dar o mesmo cruel destino para a jovem inocente garota. E ainda consegue o feito de sair impune de tudo isso. Não há pior figura paterna no cinema que Noah encarnado brilhantemente e irritantemente por John Huston.

Concorda que todos esses pais sãos uns tremendos desnaturados? Ou acha que faltou um aqui? Não deixe de comentar!