Com o Dias das Bruxas chegando, nada mais justo do que falar de diretores especializados em fazer com que o público tenha medo. Vamos separar dez dos melhores diretores do gênero terror.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

10) Sam Raimi

Tudo bem que Raimi pode ser considerado um diretor mais de “terrir” (terror com comédia) do que de filmes mais voltados para o gênero. Mas ele sabe construir muito bem o suspense e te deixa tenso antes de fazer você gargalhar após o susto das cenas. A franquia Evil Dead e o ótimo Arraste-me Para o Inferno mostra como Raimi conhece bem o gênero, faz bem a transição do terror para o horror e ainda por cima diverte.

9) Hideo Nikata

Diretor da franquia Ringu original que foi refeito em Hollywood como O Chamado, Nikata pertecne a uma geração de diretores japoneses especializados em filmes terror que bombou no começo dos anos 2000 assim como Takazhi Shimizu, o responsável pela franquia O Grito. Os melhores filmes de Nikata estão no Oriente, no Ocidente a sua primeira experiência foi O Chamado 2 que merece ser esquecido.

8) Tobe Hooper

Falecido esse ano, Hooper dirigiu dois marcos do terror americano: O Massacre da Serra Elétrica e Poltergeist – O Fenômeno. Apesar de ter tido uma carreira irregular, Hooper mudou o gênero de terror com esses dois filmes, principalmente por trazer ao mundo o sanguinário Leatherface, que se tornou um dos assassinos mais marcantes do cinema.

7) James Wan

Dos diretores da nova geração de terror, Wan é facilmente o mais bem sucedido. Inaugurou nada mais que três poderosas franquias de terror: Jogos Mortais, Sobrenatural e Invocação do Mal. Durante a sua evolução como diretor, percebe que Wan sabe criar tensão muito bem, fazendo com que o espectador não saiba o que está temendo. Além de comprovar que é eclético, fazendo Velozes e Furiosos 7 e Aquaman.

6) George A. Romero

O pai dos filmes de zumbis. Além de criar esse monstro clássico, Romero se mostrou muito eficiente na sua maneira de fazer terror, que além de assustar o seu foco era fazer alegorias políticas. Além dos seus filmes de zumbis, ele fez em O Exército do Extermínio, além de entrar no estilo mais psicológico como foi feito em Martin. Um diretor que explorou o gênero.

5) Wes Craven

Wes Craven teve uma carreira muito irregular, por realizar desastres como Almadiçoados, Um Vampiro no Brooklyn e A Sétima Alma. Mas o que o torna tão especial? Ter feito dois games changes do gênero: a criação de um do serial killers mais famosos do cinema, o icônico Freddy Krueger (Robert Englund), na franquia A Hora do Pesadelo e por fazer uma ótima homenagem/paródia dos filmes slasher e suas regras em Pânico. Isso não é para poucos, visto que Craven já havia feito sucesso no começo de sua carreira por filmes que assustavam por conta da sua violência como Aniversário Macabro e Quadrilha de Sádicos (Ambos tiveram remakes). Craven tem o seu lugar especial no cinema de terror.

4) Dario Argento

Diretor italiano que conseguiu um grande sucesso no gênero durante a década de 60 e 70, quando começou dirigindo giallos (gênero de suspense muito popular na Itália) até ir para o terror que o consagrou. Ficou conhecido pela quantidade de sangue que colocava em tela e pelo cuidado das execuções de seus filmes. Ficou famoso pela Trilogia das Mães, que são A Mansão do Inferno, Suspiria (considerado uma dos melhores filmes de terror da história) e O Retorno da Maldição – A Mãe das Lágrimas, lançado trinta anos depois de Suspiria.

3) Mario Bava

Se Argento se consagrou como um grande diretor de terror italiano, ele teve um mestre: Mario Bava. O Maestro do Macabro dirigiu mais de quarenta filmes em uma carreira de mais de trinta anos. Por conta das dificuldades de financiar seus filmes e da situação precária da produção, ele mesmo assinava a fotografia e fazia produções de baixo orçamento. Em sua obra pode se destacar Banho de Sangue e Lisa e o Dibao que foi considerado um filme a frente do seu tempo. Bava é uma grande referência para diretores como Tim Burton, Quentin Tarantino e tem uma grande admiração de Martin Scorsese.

2) John Carpenter

Um dos diretores de terror mais elogiados do cinema norte-americano e com razão. O estilo rebelde e independente de Carpenter, fez com que fizesse filmes com orçamentos limitados, mas com grande sucesso de público e de critica. O clássico Halloween – A Noite do Horror, que popularizou o gênero slasher na figura do assassino Michael Myers. Carpenter realizou outras obras muito fortes como Christine – O Carro Assassino, Vampiros de John Carpenter, Eles Vivem, A Bruma Assassina e um dos maiores filmes de terror da história: o incrível O Enigma de Outro Mundo. Ou seja, um diretor especial para o gênero terror.

1) Alfred Hitchcock

Sei que o deve estar pensando: “Hitchcock é suspense, não terror”. Mas se perguntar para todos 9 de 10 diretores que trabalham com terror, todos vão dizer que há influencias de Hitchcock em seu trabalho. Além do domínio incrível sobre a linguagem cinematográfica, o Mestre do Suspense sabia como ninguém como criar tensão e apavorar o espectador em clássicos como Psicose e Os Passáros.

Quais faltaram e quais merecem destaque? Curtem, comentem

Comente!