em

Lista | 13 Slashers Para curtir a Sexta-feira 13

Produções slashers são aquelas que aparecem um assassino psicopata, quase sempre mascarado ou com alguma fantasia, matando aleatoriamente quem passe pelo seu caminho. Configuram esse tipo de filme uma fotografia, música e edição de baixa qualidade, fazendo com que sejam também chamadas de terror B. Selecionamos para essa sexta-feira 13 alguns dos principais slashers para curtirem com a galera. 

13. Candyman

Diz a lenda que se a pessoa disser o nome de Candyman cinco vezes em frente do espelho ele aparece para você. Essa é a ideia original de Candyman, uma produção que segue bem o mote dos filmes slashers, apresentando um espírito assassino, que começa a matar todos que encontra pelo caminho. O primeiro filme se chamava “O Mistério De Candyman” de 1992 e teve duas sequências. Sua qualidade não é das melhores, mas é um terror interessante com um vilão bastante sádico. Filme está disponível na Netflix. 

12. Natal Sangrento

Este é um slasher um pouco desconhecido do público, mas é tão antigo quanto alguns dos clássicos do gênero. O primeiro longa é de 1984 seguido de outras quatro sequências que mantiveram o estilo do original. A história fala de um garoto, que após ter seus pais mortos passa a matar pessoas se vestindo de papai noel. Isso ocorreu depois de viver por um período em um orfanato e lá ser abusado com frequência pela Madre Superiora. No primeiro filme a história é bastante realista e o terror nele é surpreendentemente bem feito, mas nas sucessivas sequências abandonaram a história e passaram a fazer o vilão simplesmente matar por matar.

11. Lenda Urbana

Produção bastante popular nos anos 90 veio junto com uma onda de outros slashers de mesmo estilo. Veio na onda de outro clássico do terror, que era o primeiro filme Pânico. Lenda Urbana conta com duas sequências fracas que nada lembram o longa original, que mesmo não sendo original tinha uma história empolgante e um assassino bastante sinistro. Estranho que esse filme não tenha tido mais continuações nem nenhum remake produzido. Era um terror teen interessante que foi esquecido pelos produtores. 

10. Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado

Este é outro filme que teve bastante sucesso nos anos 90. Chegou aos cinemas em 1997, um ano depois do sucesso de Pânico. Conta a história de um grupo de amigos que atropela um homem na estrada. Acontece que depois disso recados misteriosos começam a aparecer para cada um dos envolvidos com os dizeres “Eu Sei o que vocês fizeram no verão passado”. É um bom slasher da safra da década de 90 só que com os mesmos problemas de Lenda Urbana, que acabou fazendo continuações fracas. O segundo filme lançado em 1998 mantem a mesma pegada do primeiro e o terceiro é bem fraco e destoa bastante dos outros da franquia.

9. Chucky

O boneco mais famoso do cinema é também um clássico do terror. Em todos seus filmes há muito sangue, matança sem limites e sadismo exagerado por parte do boneco. Chucky teve origem quando um assassino que fugia da polícia acaba por ser baleado no confronto. Nisso faz uma sessão vudu em uma loja de brinquedos e passa sua alma para o boneco da marca “bonzinho”, uma bela ironia. A partir daí busca encontrar alguém para quem possa passar sua alma. O primeiro filme da franquia é original e é um ótimo terror. O problema são suas continuações que com o tempo foram piorando. Um exemplo foi a Noiva de Chucky que tentou explicar como Charles Lee Ray se tornou o assassino. A última produção da franquia se chama O Culto de Chucky e deve estrear na Netflix no dia 25 de outubro (2017).

8. Premonição

Muitos vão dizer que Premonição não é um slasher, pois não tem um assassino definido. A verdade é que ele é sim um slasher justamente por ter litros e litros de sangue e por matar várias  pessoas de forma aleatórias. A premissa é quase sempre a mesma, um integrante de um passeio em grupo de amigos tem uma premonição de que algo muito cruel irá acontecer e matar a todos. Acontece que a pessoa sabendo o que virá pela frente escapa antes de todos e salva seus principais amigos, os outros geralmente acabam morrendo. Eis que a morte (de forma abstrata) busca se vingar e começa a caçada sanguinária para matar um a um dos que sobreviveram. É uma boa franquia com um assassino, que mesmo sem aparecer mata bastante gente. As histórias por serem quase sempre parecidas se tornam repetitivas. Se assistiu a um filme praticamente assistiu a todos.

7. Hellraiser

Você passará a temer cubos depois de assistir a essa produção. Clássico do cinema de horror Hellraiser conta a história dos cenobitas que habitam o inferno, o cubo seria um acesso ao mundo real. Quem encontra esse cubo e o abre acaba por despertar a maldição. Os cenobitas que o habitam saem a caçada da pessoa que abriu e o levam para o inferno para o torturar por milhares de anos. Os filmes da franquia não costumam prezar pelas boas produções. Filme explora a dor como fonte de prazer e a prática do sadomasoquismo. Os filmes da franquia são geralmente filmes com luz fraca, péssima direção, mas que surpreende ao apresentar três vilões com um tom de maldade e violência que podem chocar em alguns momentos. Teve muitas continuações desnecessárias e foi inspirado no livro de Cliver Baker, que é também o diretor do filme. 

6. Jogos Mortais

Foram vários os fatores que fizeram Saw se tornar o sucesso que é. Primeiro a originalidade em ter um vilão escondido matando as pessoas, ele não as mata e sim faz com que elas se matem tentando sair das armadilhas criadas. Induz as pessoas a se mutilarem ou fazer isso com outras pessoas a fim de encontrar alguma chave para a saída. É como se fosse um video-game que se precisa lutar contra o tempo e contra monstros para passar de fase. Outro fator de sucesso é a direção muito competente de James Wan, que criou a franquia milionária. Ele havia feito um curta-metragem que serviu de base para o primeiro filme, aquele com um dos melhores finais de um filme de terror. Com o tempo a franquia caiu no mesmo erro da de outras. O que muda aqui são as mortes, que são uma mais criativa que a outra. 

5. Massacre da Serra Elétrica

Um clássico do slasher e provavelmente um dos pioneiros desse subgênero. Produção foi levemente inspirada em fatos reais e conta a história de uma família de assassinos que mata qualquer um que apareça em sua frente. Eles têm um filho que usa uma serra-elétrica (na verdade é uma serra movida a gasolina) para matar as pessoas. Isso no primeiro filme, porque depois mudaram tudo tantas vezes que você até se perde na linha de acontecimentos. Nos últimos longas colocaram ele já mais velho matando todo mundo, enquanto um outro filme mais recente levou a contar a história de como foi no dia em que os policiais chegaram na residência dos assassinos. É uma boa franquia que pecou justamente por querer cada vez mais só mostrar mortes e não se importar com a história, algo natural com franquias de filmes de terror. Acontece que aqui o vilão consegue segurar o filme, mesmo ele sendo muito ruim. 

4. Pânico

Wes Craven fez excelentes filmes de terror ao longo de sua trajetória como diretor. Alguns se tornaram clássicos do gênero como Aniversário Macabro e Quadrilha de Sádicos. As cerejas do bolo de sua bela carreira foram a criação da franquia Pânico e da A Hora do Pesadelo. A principal marca desse filme foi a criação do vilão Ghostface, alguém que se vestia com a roupa e a máscara com aspecto de fantasma e saia apunhalando suas vítimas com uma faca. O primeiro filme de 1996 deu origem a outros slashers, que também se tornaram clássicos como Lenda Urbana e Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado. É um ótimo filme de terror, pode ter alguns defeitos que passam despercebidos, como as sucessivas tentativas de enganar o telespectador.


3. Hora do Pesadelo

Freddy Krueger é um mito dos filmes de terror, difícil citar uma lista em que ele não esteja. Personagem criado por Wes Craven ataca as pessoas durante seus sonhos. Ele tem o poder de os mudar transformando na realidade que quiser e assim poder transtornar a pessoa até que ela morra dentro do próprio pesadelo. Filme conta com inúmeras continuações, um remake feito em 2011 contando com mais detalhes sua origem e um crossover com Jason em Freddy vs Jason. Quem nunca assistiu a um filme de Freddy Krueger deve correr e assistir ao clássico original, que é ótimo, bem desenvolvido e constrói de forma competente esse que é um dos maiores assassinos dos filmes de terror. 


2. Halloween (1978 ou 2018)

Michael Myers não tem a mesma fama de Freddy Krueger, mas tem o mesmo ímpeto assassino. Halloween é um clássico dos filmes slashers, que traz um bom vilão, sinistro e que assusta demais. Seu jeito de aparecer frente na vítima, parar e ficar olhando fixamente para ela fizeram com que ele se tornasse a lenda que se tornou. Ele não só mata, mas consegue assustar também, algo bastante importante para uma produção de terror. Teve inúmeras continuações, incluindo as sanguinolentas versões feitas por Rob Zombie e uma outra está sendo desenvolvida com data de estreia para 2018. Michael Myers tinha uma tara absurda por perseguir sua irmã e tentar matá-la, já que havia feito isso com seus pais. Alguns filmes depois abandonaram essa perseguição doida para logo voltar com ela em Halloween H20, que veio na leva de filmes slashers da década de 90 pós-pânico, não que a referência tenha sido a produção de Wes Craven, mas que ajudou a dar uma nova cara para a produção isso ajudou. 


1. Sexta-Feira 13

Impossível falar de uma lista de slashers sem mencionar a clássica franquia Sexta-feira 13, que praticamente popularizou o gênero e o dia em questão. Jason fez carreira matando jovens que viajavam para passar um tempo no acampamento chamado de Crystal Lake, mas isso ocorreu em alguns poucos filmes, a maioria das outras histórias ocorreram em outros lugares. Sua clássica máscara só apareceu em Sexta-feira 13 Parte III, e na última versão de 2009 mostram como ele conseguiu a máscara de hockey. Acontece que essa máscara não era para ser desse esporte e sim de basebol, mudaram de ideia de última hora e calhou de dar certo. A mãe de Jason é uma personagem recorrente na franquia, ela aparece com destaque no primeiro filme em que sucessivas mortes ocorrem no acampamento. Das franquias de slashers Sexta-Feira 13 tem muitos bons filmes, não apenas um bom e outros tantos ruins como ocorre com outras produções citadas. 

Escrito por Gabriel Danius

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Gabriel Danius

Jornalista e cinéfilo de carteirinha amo nas horas vagas ler, jogar e assistir a jogos de futebol. Amo filmes que acrescentem algo de relevante e tragam uma mensagem interessante.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Os Novos Mutantes | 15 Detalhes que você não viu no primeiro trailer

mr robot fim

Crítica | Mr. Robot – 1ª Temporada