em ,

Lista | As Séries Animadas mais Populares de Super-Heróis

series animadas super herois

A geração dos anos 1990, provavelmente pegou a melhor fase de séries animadas feitas para personagens dos quadrinhos da Marvel e DC. Com linhas narrativas que adaptavam arcos clássicos das histórias mais consagradas da editora, era fácil ficar apreensivo por novos acontecimentos nos tradicionais episódios de duas partes ou ver o que aconteceria no último bloco.

Curiosamente, alguns dos desenhos que mencionarei abaixo, possuíam, além do formato clássico de um acontecimento único por episódio, um formato narrativo que praticamente avançava durante toda a temporada como acontecia com Jovens Titãs, uma das séries de maior sucesso do Cartoon Network que até hoje, diversos fãs pedem por um retorno.

Jovens Titãs

Com grande popularidade nas primeiras temporadas por conseguir tornar o grupo juvenil de super-heróis da DC bem mais conhecido entre o público infantil, o seriado acabou cancelado na quinta temporada com 65 episódios acumulados trazendo diversas boas histórias para contar. Entre episódios intrigantes para exibir mais das histórias individuais de Robin, Estelar, Ravena, Mutano e Ciborgue, também haviam outros focados nas relações dos personagens, incluindo com o arqui-inimigo Slade, o Exterminador. Uma pena, porém, que o projeto foi descontinuado.

Liga da Justiça

Quando Bruce Timm mudou tudo com Batman: A Série Animada, diversas produções animadas da DC seguiram a mesma fórmula conquistando a audiência da época. Até hoje, praticamente todos se lembram dos desenhos clássicos da DC. Com Liga da Justiça que depois ganhou uma continuação chamada Liga da Justiça Sem Limites, o foco nos personagens também tornava a série um enorme diferencial entre as outras. Ela foi o encerramento merecido do projeto de animações da DC com essa estética.

Batman do Futuro

Novamente por conta do sucesso de Batman: A Série Animada, Bruce Timm e Paul Dini decidiram dar continuidade no projeto ao concretizar esse spin-off concentrado em Batman Beyond trazendo um Bruce Wayne já idoso com um novo personagem assumindo o manto do Cruzado Encapuzado para proteger a Gotham de 2039. Durante três temporadas com 52 episódios, o seriado somente terminou porque seria substituído pela série da Liga da Justiça.

Homem-Aranha: A Série Animada

Praticamente a série favorita de muita gente sobre o Homem-Aranha, a adaptação de 1994 fez o melhor possível para adaptar os arcos mais queridos do herói nos quadrinhos, inclusive introduzindo infinidade de personagens. Ao longo de cinco temporadas e 65 episódios, vimos Peter Parker sair do ensino médio e iniciar a faculdade enquanto lidava com inimigos poderosos. Agora, pensando em uma das maiores injustiças do destino, a série não acabou por conta de audiência, mas por uma briga entre Avi Arad e Margaret Loesch, coordenadora do conteúdo infantil da Fox.

X-Men: A Série Animada

Outro enorme sucesso transmitido pela Fox e também encomendado por Margaret Loesch. Ao contrário de outras séries da lista, X-Men conseguiu ser concluída com um final digno depois de cinco temporadas e 76 episódios. Assim como com Homem-Aranha, diversos arcos consagrados dos personagens foram adaptados, mas com o fato da interação entre o grupo ser sempre criativa para os espectadores. Além disso, tinha basicamente a mulher música tema de todos as séries mencionadas nessa lista.

Superman: A Série Animada

Também na linha de Batman: A Série Animada, o seriado de Superman seguia a estética de Bruce Timm. Conseguindo alavancar a popularidade do herói através de histórias mais criativas e desafiadoras para o personagem protetor de Metrópolis, o seriado durou três temporadas com 54 episódios e duas conquistas de prêmios Emmy. Simplesmente ninguém parava a Warner Animation nos anos 1990.

O Batman

Praticamente sendo uma das poucas séries originadas dos anos 2000 presentes nessa lista, O Batman foi criado para suprir o vazio causado pelo fim de Liga da Justiça: Sem Limites. A Warner investiu pesado na animação desse novo desenho um pouco mais leve do herói que trazia histórias bastante originais e novos designs para diversos inimigos clássicos do Batman. Conquistou seis prêmios Emmy ao longo de cinco temporadas e 65 episódios.

Batman: A Série Animada

O começo da grande explosão de séries animadas da DC foi com Batman: A Série Animada que já mencionei um punhado de vezes nesse artigo. Trazendo uma abertura icônica, a criação de Arlequina, diversas histórias excelentes, um design artístico totalmente inovador para a época, Bruce Timm e Paul Dini conquistaram o público infantil e adulto através de histórias maduras com impactos emocionais que ressoavam na audiência. A série ainda consagrou Mark Hamill e Kevin Conroy como as vozes mais icônicas de Coringa e Batman, além de iniciar todo o projeto do DCAU: DC Animated Universe.

Outras grandes séries como Super Choque e Projeto Zeta fizeram parte do DCAU, mas não chegaram perto de conquistar a popularidade com o público mainstream ao longo de sua exibição. Agora, depois de relembrar de tantas séries tão boas e divertidas, dá até vontade de reassistir a todas elas do início ao fim.

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

ethan hawke

Logan | Ethan Hawke critica elogios exagerados sobre o filme

Coringa | Alec Baldwin interpretará Thomas Wayne no filme solo do vilão