Você, eu, todos nós já conhecemos esses recursos de cor. Embora isso seja dar um nome bonito e formal para os clichês intermináveis que ainda se mostram em uso constantes e sendo parte irrefutável de filmes de terror até hoje. Não importa onde seja, em algo mais dramático como Hereditário, ou apontado para o entretenimento e humor como A Morte te dá Parabéns, ou um meio termo como os filmes Invocação do Mal, eles estão e sempre estarão lá.

Mas está te falhando a memória agora sobre quais eles são? Bom, é um número quase infinito se você seguir todo o histórico do gênero, mas aqui vão alguns que você com certeza já notou mais de uma vez, não importa em quais filmes foram.

Ir em direção ao som assustador

Pra quê raio alguém continua fazendo isso em filmes de terror? Por acaso os personagens estão sempre querendo valorizar mais a curiosidade aguçada do que suas próprias vidas? Deixem a entidade ou demônio fazerem suas coisas e volte à dormir ou fuja correndo, não tem segredo, só parem de ir em direção ao barulho estranho do nada.

O porão sombrio

Assim como ir em direção um barulho esquisito, porquê alguém em sã consciência tem sempre que descer no porão escuro? Chamem a polícia ou o grupo de exorcistas antes de fazerem qualquer investigação em um lugar escuro e sombrio, o ninho perfeito para o mal que você quer evitar. Mas parece que sempre tem alguma essência cheirosa especial nesses locais pra atrair imbecis.

O jump-scare

Pelo visto tem sempre que haver esse irritante efeito de tentar o assustar o público com efeitos sonoros altos e enganar o público com alguns sustos repentinos falsos antes de realmente mostrar sequer um susto verdade dentro do filme. Se é pra assustar, assusta logo por favor.

Um casal sempre faz sexo

Também tem sempre que haver um casal que estão com os hormônios à flor da pele, o suficiente para ignorar o quanto macabro seja o local que estão ou má a situação, terá sempre tempo para uma rapidinha antes de morrer terrivelmente.

O Descrente

Não pode faltar esse sujeito em específico que só serve para dar nos nervos. O cara que nunca acredita em nada do que está acontecendo, se tem mesmo uma entidade sombria, se tem mesmo um assassino por aí, se tem mesmo pessoas morrendo, etc. Pelo menos como compensação o mesmo sujeito sempre acaba morrendo de forma horrível e nós o público comemoramos.

Os Bichinhos de estimação sempre morrem

Pra você ver como esse gênero não só gosta de nos assustar como machucar todas as vezes. Não importa qual o filme, o animal de estimação do filme vai ser provavelmente o primeiro a morrer. Golpe sujo golpe baixo.

O que sempre tenta lutar contra morre feio

Sinceramente, você não tem nada à provar nessas ocasiões. Ficar entre tentar partir pra porrada com o assassino ou demônio/entidade que seja, que só matou todos os seus amigos e conhecidos até agora, ou fugir o mais longe que conseguir, CORRA DIABO. Você só vai ganhar uma morte feia e sofrida se você sequer pensar em parar e insultar o inimigo.

A criança amaldiçoada

Pois é, se estão com dificuldade em detectar quem é o possuído do filme, não olhem muito além do que se não a criança esquisita do filme, ela sempre é o alvo fácil pra atrair esse tipo de coisas. Sempre se lembrem de RedRum em O Iluminado e vocês vão entender isso!

O demônio/vilão é um verdadeiro boca suja

É por isso que esses seres são o que são, nunca receberam uma educação direito e terminaram esses bocas sujas. Nunca notaram isso? Esses vilões quando possuem o tom da fala já vem armados com um “filho da puta no seu caralho” já engatilhados. Aprenderam muito bem com o Freddy Krueger e só propagaram essa fama de assassinos mal educados.

O vilão NUNCA morre

Essa nem é novidade né? Nem nos casos onde o filme é feito para ter continuações, o antagonista do mal é sempre um aparente imortal que sobrevive à tudo que lhe acontece. Não há cruz, tiro de arma, incêndio ou exorcismo que nos livre de sua presença.

O assassino ser um dos amigos

Aquele ditado que diz que “o mal está entre nós” é sempre levado ao sentido literal em filmes de terror. Seja com o demônio possuindo um dos membros do grupo protagonista ou um deles ser o próprio assassino com um plano maléfico em mãos. Traidor de uma figa ou um psicopata enrustido, estão sempre aqui.

A última sobrevivente sempre é uma mulher

Ó aí o empoderamento, desde os antigos tempos até hoje do terror. Que se dane todos os machos que morreram durante o filme inteiro, bora torcer para a última mocinha (provavelmente virgem também) conseguir sobreviver até o fim. O mínimo que pode acontecer é ela ficar com um trauma para toda sua vida, nada demais.

Ou é família ou é grupo de amigos, as vezes AMBOS

Esse é unânime, em todo santo filme do gênero vemos um desses dois tipos formando a equipe de protagonistas. Seja o grupo de jovens amigos se metendo em uma enrascada assombrada, ou uma família inteira sendo perturbada por essa presença sombria, um dos dois sempre estarão lá no seu filme de terror para serem as perfeitas vítimas.

Esquecemos de algum clichê sempre presente nos filmes de terror? Não deixe de nos lembrar qual.

Comente!