em

Mãe exigiu que escola retirasse “A Bela Adormecida” de grade por livro ser “machista”

Uma mãe inglesa chamada Sarah Hall fez uma publicação no Twitter problematizando o fato da escola de seus filhos ainda ensinasse o conto de fadas A Bela Adormecida.

Segundo ela, a narrativa é prejudicial ao avanço da sociedade em mudar atitudes predatórias relacionadas ao comportamento sexual machista.

De acordo com uma matéria do Daily Mail, a mulher ainda exigiu que a escola do filho proibisse o conto de fazer parte da grade curricular porque a princesa não havia dado consentimento ao príncipe para ser beijada.

Sarah argumentou que a história ensina as crianças que é aceitável beijar mulheres enquanto estão dormindo e não acha isso adequado para se ensinado às crianças.

Hall disse que pode haver problemas com outros contos de fadas, mas que ficou se questionando se essa história ainda era “relevante” e “apropriada”.

Entretanto, alguns internautas discordaram da mulher e a atacaram nas redes sociais. Sua atitude foi considerada “patética” e “triste” por alguns internautas.

Eles afirmaram que é responsabilidade da mãe ensinar ao filho distinguir o certo do errado do que um mero conto de fadas de um século atrás.

O que você achou desta publicação?

Publicado por Redação Bastidores

Perfil oficial da redação do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

“Minha memória se apaga vagarosamente”, escreve Silvio Santos, aos 89 anos, em relato; confira

Novo filme de Hugh Jackman quebra recorde negativo de bilheteria