Talvez esses “achados” não sejam novidade para você, pessoinha que assim como a autora que vos escreve, gosta de um bom drama E de psicologia. Porém é sempre interessante ressaltar que 1) aquele filme que você tanto ama está na Netflix, ou 2) aquele filme que você sempre procrastinou para assistir se encontra na plataforma também.

1. Beleza Americana

O simplório filme ganhador do Oscar em 2000 faz parte do catálogo da Netflix há um tempinho e conta a história de Lester, que vive uma vida perfeita e normal num subúrbio americano – até que se olhe mais perto. O filme possui um roteiro impecável, e é de uma sensibilidade incrível, a forma como o padrão da sociedade é retratado é tão puro e verdadeiro, que chega a ser impossível não sentir empatia por algum personagem da história, especialmente, é claro, por Lester. Além de todos esses pontos positivos, o filme nos entrega uma das, senão a melhor, performance do ator Kevin Spacey.

2. De Olhos Bem Fechados

O drama de Stanley Kubrick nos entrega uma Nicole Kidman e um Tom Cruise bem novinhos, como o casal Bill e Alice. Os dois vivem o que podemos chamar de “casamento perfeito”, até que depois de uma festa, Alice confessa ter sentido atração por outro homem. Bill se sente meio perturbado com a ideia, e acaba por encontrar uma especie de clube secreto, que ele acaba por se envolver demais. É interessante observar todo o clima de exploração sexual e psicológica que cerca o filme, além de ser o último do mestre Kubrick.

3. Um Corpo que Cai

Essa é mais uma daquelas deliciosas histórias aonde você começa a assistir e quando percebe, já acabou. John ‘Scottie’ Ferguson é um detetive aposentado que tem fobia de altura. Tudo ia bem até que seu amigo pede para que ele investigue sua esposa, que para a sorte do detetive, parece sentir uma estranha atração por lugares altos. ‘Scottie’ começa a achar que a moça tem indícios suicidas, até que coisa muito estranhas começam a acontecer. Além de ser um filmão, sempre vai valer a pena assistir a James Stweart e Hitchcock.

4. Cisne Negro

Nina é uma moça perfeccionista e bailarina, ou seja: uma coisa potencializa a outra. Durante a montagem de O Cisne Negro, Nina parece ser perfeita para o papel, até a novata Lilly aparecer. As duas entram em uma especie de rivalidade, mas é Nina quem sofre mais – e ela precisa ser perfeita e conseguir o papel. Além de lidar com a pressão de carregar o nome da importante companhia de dança nas costas, lidar com a inveja das outras colegas, o envolvimento com a personagem, Nina tem de lidar com o próprio perfeccionismo. Cisne Negro nos entrega uma performance muito competente da atriz Mila Kunis e rendeu a Natalie Portman o merecido Oscar de Melhor Atriz.

5. Um Estranho no Ninho

(meu filme favorito, rs)

Se você acha que Jack Nicholson foi brilhante em O Iluminado, talvez nunca tenha assistido a Um Estranho no Ninho. Randall McMurphy faz muita besteira na vida, e por esse motivo, precisa ser preso. Para se esconder, ele decide ir a um lugar improvável: uma clínica psiquiátrica. Chegando lá ele acaba não apenas fazendo amizades, como também se revolta com a maneira com que os pacientes são tratados e decide liberar uma rebelião contra o lugar – especialmente contra a enfermeira Ratched. O envolvimento de Randall é tanto, que ele acaba por desenvolver problemas psicológicos também. Quer mais um motivo para assistir? O filme foi um dos únicos a ganhar os quatro principais do Oscar: Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Atriz e Melhor Filme.

Gostou da listinha? Conheça meu canal sobre cinema!

Comente!