» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Já era evidente que Better Call Saul não era puramente um spin off sobre Saul Goodman, mas de todo um universo rico deixado por Breaking Bad. E em Sabrosito, temos a prova máxima deste argumento. Um episódio focado nas relações de negócio entre Gus Fring (Giancarlo Esposito), Salamanca (Mark Margolis) e o próprio Cartel, apresentando lados opostos entre um que tende a trabalhar mais com o impulso e o outro que possui uma frieza não apenas em suas práticas, mas até mesmo no tom da voz. Além disso, o episódio cede mais tempo (sabiamente) para o conflito antes destacado que à narrativa da briga entre irmãos, Jimmy (Bob Odenkirk) e Chuck (Michael McKean), que mesmo não avançando muito, deixa um suspense sobre o que estão planejando.

O começo estabelece o confronto entre Salamanca e Gus Fring, dentro da casa de Don Eladio (Steve Bauer). O primeiro, entrega a Eladio um presente, um boneco de sua loja de sorvetes, além de algumas notas enroladas em ligas jogadas na mesa em frente a piscina. Salamanca sempre empunhando orgulho, com respostas secas, nada humoradas e a expressão rabugenta que o caracteriza perfeitamente. Notável a atuação que consegue amplificar quando Juan Bolsa chega com uma bolsa de dinheiro bem organizada vinda de Gus Fring. O desequilíbrio de um lado contra a organização do outro. Um duelo entre o emocional, intensivo, ferido em combate contra o racional perfeito que acabava de ganhar um carinho de Don Eladio. A cena termina em um belo contra plongée de Salamanca que o já demonstrava que o tio não estava abatido apesar do ferimento. E que ele viria com tudo.

E veio. Salamanca aparece em um dos Pollos Hermanos a procura de Gus. O uso de enquadramentos que indicariam ações futuras é bastante usado dentro da sequência, seja para indicar o poder, como quando Salamanca fuma em primeiro plano e em segundo plano é mostrado uma placa de proibido fumar, seja quando em primeiro plano é mostrado um telefone e logo em seguida Gus atende seu celular recebendo a notícia de que alguém estava importunando.

O embate entre os dois, inclusive, é recheado de enquadramentos simbólicos, como quando Gus sai da sombra que está e adentra para a sala, mal iluminada ou quando Salamanca, sentado na cadeira do chefe, põe os pés em cima da mesa do chefe e tenta tirar um chiclete de seu sapato enquanto dá ordens para Gus do que deve fazer em relação à droga. Mesmo que os enquadramentos não acrescentem um tom criativo à estética, servem à narrativa em questão. Vemos Salamanca mostrar seu poder e tom agressivo sobre Gus, este por último, não esboçar nenhuma reação e se manter sólido. Utilizar de tal fato para se engrandecer com os funcionários em sua luta contra os intimidantes mexicanos. Destaca uma ideia política em Gus, sem soar puramente gratuita e desnecessária

Da narrativa de Jimmy, o que sabemos, é apenas que há um plano em jogo entre o advogado e Kim (Rhea Seehorn). Não há muitos detalhes, mas a execução dele consistiu até em envolver Mike (Jonhatan Banks). A cena de Mike em si na casa de Chuck (o primeiro encontro entre os dois na série) consegue ter um ritmo cômico e investigativo, assim como nos episódios passados. O ex-policial se faz de funcionário que consertará a porta e com uma furadeira e seu barulho insuportável, afastando o Chuck do local, enquanto tira fotos da casa.

O plano se carrega até a chegada na audiência. Saul cumpre o rito já programado para o personagem no episódio anterior, acrescentado a ele um pouco da humilhação de pedir desculpas ao irmão e corrigir detalhes insignificantes (como o valor de uma fita k7) à reparação dos danos. Ao longo dessas duas cenas, podemos notar que, nada acrescentando de desenvolvimento aos personagens, temos apenas a expectativa de um grande plano que poderá prejudicar Chuck e livrar Saul. Aqui se destaca a atuação dos dois irmãos, a soberba de um contrapondo com a apatia fingida do outro.

O episódio, mesmo não tão grandioso como os dois últimos, nos permite sentir o embate do cartel contra Gus (que já sabemos como vai terminar) e a possibilidade de vingança de Saul com o irmão. O episódio abre caminhos e a série entra no momento de fechar alguns.

Better Call Saul – 03×04: Sabrosito (Idem, EUA – 2017)

Criado por: Vince Gilligan, Peter Gould
Direção: Thomas Schnauz
Roteiro: Jonathan Glatzer
Elenco: Bob Odenkirk, Jonathan Banks, Rhea Seehorn, Michael McKean, Giancarlo Esposito, Mark Mangolis
Emissora: AMC
Gênero: Drama
Duração: 45 min

Confira AQUI nosso guia de episódios da temporada

Comente!