Você acaba de entrar no Bestiário do mundo mágico.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter e fique por dentro de todas as notícias! «

Mantenha seus braços e pernas dentro da carruagem o tempo todo, fique em silêncio e não faça nada a não ser que Hagrid sugira. E, por favor, não alimente nem vire comida dessas criaturas.

Resultado de imagem para acromântula harry potterACROMÂNTULA

Primeira aparição: Harry Potter e a Câmara Secreta

Originária das matas do Bornéu, a acromântula é uma espécie de aranha gigantesca e monstruosa de oito olhos dotada de fala humana. Tem pelos negros e grossos que lhe cobrem o corpo e podem atingir até quatro metros de comprimento, além de produzir uma secreção venenosa e teias abobadas capazes de manter a presa viva e imóvel por semanas. Os ovos da acromântula nascem de seis a oito semanas após a postura e são Artigos Não Comerciáveis Classe A pelo Departamento de Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas: ou seja, sua importação ou venda é punida com severidade (talvez Hagrid devesse ler isso).

Apesar de sua aparição nunca ter sido historicamente documentada na Escócia, sabe-se que em meados dos anos 1970, um filhote de acromântula foi transportado ilegalmente para as terras da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e permaneceu durante vários anos escondida na Floresta Proibida sob o nome de Aragogue.

BASILISCOResultado de imagem para basilisco harry potter

Primeira aparição: Harry Potter e a Câmara Secreta

Descrito em diversos dos bestiários medievais, o basilisco é uma criatura designada como o “rei das serpentes” e teria habilidades letais, podendo matar alguém com um simples olhar. Ao que indica essas mesmas lendas, este animal incomum era reconhecido por sua crista em forma de coroa que lhe conferia a posição distinta em relação aos demais répteis.

Para que fosse gerado, era necessário pegar o ovo de uma serpente e deixá-lo ser chocado por um galo ou vice-e-versa. Essa bizarra mistura dava ao basilisco poderes diversos, como o de queimar qualquer coisa que dele se aproximasse, fender as rochas com sua respiração ou deixar um poderoso veneno ao longo de sua trilha. Apesar de não serem controlados – apenas por ofidioglotas especializados – essas superserpentes podem ser abatidas com um canto de um galo ou se mirarem o próprio reflexo em um espelho ou algo do gênero.

CENTAURO

Primeira aparição: Harry Potter e a Pedra Filosofal

Acredita-se que os centauros tiveram surgimento na Grécia e migraram para outras partes da Europa conforme a passagem do tempo, e atualmente habitam áreas não habitadas por bruxos ou trouxas, preferindo a companhia uns dos outros e a convivência em meio à natureza.

Têm cabeça, tronco e braços de gente e corpo de cavalo, em várias pelagens da cabeça. Inteligentes e dotados de fala humana, a rigor, os centauros não deveriam ser chamados de animais, mas a seu próprio pedido foi assim classificado por Ministério da Magia.

Apesar de serem criaturas pacíficas, possuem desconfiança quando a bruxos e exigem respeito quando incomodados. Sua transcendência racional e sua capacidade mística de enxergar o mundo – além da habilidade invejável de ler as estrelas – os tornam superiores a diversas raças, e podem se tornar muito perigosos caso se sintam ameaçados.

Resultado de imagem para dementador harry potterDEMENTADOR

Primeira aparição: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

O dementador é uma criatura das trevas, considerada uma das mais repulsivas que habitam o mundo mágico. Estes não-seres se alimentam das emoções positivas dos seres humanos de modo a sobreviver e forçando-os a reviverem suas piores memórias. Apenas a sua presença é capaz de fazer a atmosfera ao redor da vítima se tornar fria e escura – e os efeitos vão aumentando à medida em que o número dessas criaturas aumenta.

Eles também são capazes de consumir a alma de uma pessoa, deixando suas vítimas em um estado vegetativo permanente e, assim, são frequentemente associados a demônios sugadores de almas. O Ministério da Magia utilizou os dementadores como guardiões da prisão Azkaban até meados de 1996, quando Lord Voldemort foi visto no Ministério e a deserção deles foi percebida. Uma de suas infinitas “qualidades” é a lealdade a quem oferece mais.

DRAGÃO

Primeira aparição: Harry Potter e a Pedra Filosofal

O dragão, provavelmente o animal mágico mais famoso do mundo, encontra-se entre os mais difíceis de esconder. Dentre a maioria das espécies, as fêmeas são maiores e mais ferozes e, apesar de contraindicado pela maioria dos peritos em dominação animal, exige-se grande aptidão e treinamento excepcional para domá-los. No mundo mágico, o couro, o sangue, o coração e o fígado dos dragões têm propriedades mágicas, mas a venda de seus ovos é proibida (é, Hagrid definitivamente deveria prestar mais atenção às regras).

De acordo com os estudos do magizoologista Newt Scamander, existem dez espécies de dragão, embora se saiba que elas se entrecruzam produzindo híbridos raros. Dentre as espécies puros-sangues, estão o Olho-de-Opala, da Nova Zelândia; o Meteoro Chinês, o Verde-Galês Comum; o Negro das Ilhas Hébridas, nativo da Grã-Bretanha; o Rabo-Córneo Húngaro e o Dorso Cristado Norueguês.

Embora seja condenado por diversas organizações contra o abuso de animais e criaturas mágicas, o dragão é utilizado dentro de provas de risco, e aqui podemos comentar a última edição do Torneio Tribruxo, ocorrida em 1995 na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e que, desde seu trágico final, foi proibido pelo Ministério da Magia e pelo Departamento de Jogos e Esportes Mágicos.

ESFINGE

Primeira aparição: Harry Potter e o Cálice de Fogo

Surgida no Antigo Egito, a esfinge é uma criatura com cabeça humana e corpo de leão e foi considerada por muitos uma das criaturas mais enigmáticas que já existiram. Foi construída há cerca de 2500 anos e, de acordo com a mitologia grega – da onde acredita-se que foi “emprResultado de imagem para lobisomem harry potterestada” -, ficava no meio de uma estrada, esperando por viajantes e só deixava passar aqueles que respondessem corretamente aos mais difíceis enigmas. Caso errassem, ela os devorava – aliás, os humanos fazem parte de seu cardápio favorito.


LOBISOMEM

Primeira aparição: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

O lobisomem tem sua origem na mitologia grega, porém sua história se desenvolveu na Europa. Segundo relatos, não se sabe ao certo quando surgiu a primeira dessas criaturas, mas sabe-se que, caso humanos sejam mordidos por lobisomens, se transformarão assim que a lua cheia aparecer. Não se conhece nenhuma cura para esse mal, embora o recente avanço no preparo de poções tenha, em certa medida, aliviado os sintomas mais graves.

Os lobisomens não causam mal a outras pessoas quando não afetados pelos místicos poderes da lua supracitada. Mas quando transformados, não diferenciam amigo de inimigo e não possuem capacidade cognitiva para controlar seus impulsos. Também são chamados de licantropos, e sua preferência de presas limita-se aos humanos – uma das peculiaridades entre as criaturas fantásticas.

TRASGO

Primeira aparição: Harry Potter e a Pedra Filosofal

Trasgos são criaturas temíveis que podem atingir três metros de altura e pesam quase uma tonelada. Notável por sua força comunal e por sua pouca inteligência, esse ser é perigoso justamente por sua raiva incontrolável e sua incapacidade de se comunicar com humanos, além de sua imprevisibilidade mortal. Os mais inteligentes da espécie são treinados para serem guardiões.

Existem três tipos de trasgos: das montanhas, das florestas e dos rios. O montanhês é o maior e o mais feroz. É careca e tem a pele cinza-claro. O florestal tem pele verde-clara e, alguns espécimes, uma cabeleira rala, fina e acastanhada. O fluvial tem pele roxa e é encontrado, com frequência, sob pontes. Ambas as espécies são noturnas, visto que um simples raio de sol tem a capacidade de transformá-los em pedra. Sua alimentação é baseada na carne crua e, ao contrário de outras criaturas, não diferenciam humanos de animais.

UNICÓRNIO

Primeira aparição: Harry Potter e a Pedra Filosofal

Resultado de imagem para unicorn harry potter

O unicórnio é um belo animal encontrado nas florestas do norte europeu. Quando adulto, é um cavalo branco-puro, dotado de um chifre, embora seus potrinhos nasçam dourados e se tornem prateados antes de atingir a maturidade. O chifre e o pelo do unicórnio possuem propriedades mágicas, mas a excepcionalidade reside em seu sangue prateado: bebê-lo pode garantir a vida eterna, mas apenas o ato de matar um ser tão puro e tão iluminado o transforma em um morto-vivo. Em geral, ele evita contato com os humanos e deixa mais facilmente uma bruxa do que um bruxo se aproximar dele. Suas patas são tão ágeis que é bastante difícil capturá-lo.

Seu perigo está no chifre. Caso se sinta ameaçado, seja por um humano, seja por um animal, utiliza-o como uma arma, perfurando seu suposto agressor até a morte.

Comente!