James Gunn foi alvo de polêmica nos últimos dias após uma série de seus tweets antigos, com ‘piadas’ ofensivas sobre pedofilia e estupro, terem ressurgido online. Seguindo a divulgação das publicações do Twitter do diretor de Guardiões da Galáxia Vol. 1 e 2, a Disney optou por cortar relações com Gunn, o demitindo da direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Desde então, celebridades envolvidas nos filmes da Marvel e até mesmo outras que simplesmente conhecem o diretor reagiram nas redes sociais – Dave Bautista (Drax) criticou a demissão, assim como a atriz Selma Blair. Chris Pratt, Zoe Saldana e o irmão de James Gunn, por sua vez, não falaram sobre a decisão, demonstrando apenas como se sentem pessoalmente em relação a Gunn como pessoa.

Pouco após, foi iniciada uma petição no site Change.org, que chegou a ser divulgada por Selma Blair, pedindo para que o diretor seja recontratado pela Disney.

Confira o tweet de Blair, com o link para a petição, abaixo:

No presente momento, as assinaturas já superam 180 mil. Dito isso, é bastante improvável que a Disney volte atrás em sua decisão, a fim de não vincular a imagem da empresa com os tweets antigos do diretor.

Com isso, o futuro de Guardiões da Galáxia Vol. 3, anteriormente previsto para 2020, segue incerto.

Comente!