Não é segredo que o dedicado cinéfilo Quentin Tarantino não seja fã da Netflix. Afinal, este é um diretor que ainda assiste a videocassetes e grava em fitas programas de televisão. Entretanto, a resistência de Tarantino perante ao futuro digital não nasce de uma pura e irracional nostalgia, mas sim por sua crença de que o público da gigante do streaming não está disposta a dar uma chance para algo totalmente novo e desconhecido para eles e permanecer fiéis a essas novas possibilidades até o final.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Em entrevista ao site Yellow King Film Boy, o cineasta elaborou sobre seus sentimentos acerca da plataforma, bem como suas reminiscências do senso de descoberta e de suas aventuras através das fileiras e mais fileiras de filmes nas locadoras. Aqui está a transcrição:

É muito triste para mim. Muito, muito triste. E estou um pouco surpreso com a rapidez com que isso aconteceu, e um pouco surpreso como o público seguiu em frente, sem olhar para trás e não ligando. E não só por causa da nostalgia. Não uso a Netflix, então não posso falar como ela funciona exatamente. E mesmo que você tenha todos os canais a cabo em seu pacote, e isso é algo que eu fiz mesmo, você entra no guia, vê a lista e… assiste algo ou grava algo e talvez nunca assista realmente ou talvez você assista, e então você pode ver por dez ou vinte minutos. Talvez você comece a fazer outra coisa, e então decide. ‘É, não sou muito fã disso’. É isso o que nos tornamos.

Entretanto, havia uma qualidade diferente dentro das locadoras de vídeo. Você olhava em volta, escolhia os DVDs, lia a sinopse. Você fazia uma escolha e talvez você até falava com o cara atrás do balcão, e ele poderia inclusive indicar alguma coisa. Ele não simplesmente colocava algo em sua mão e tentava te convencer. O ponto é que você estava ativo durante todo o processo, de modo que agora você não está com toda essa tecnologia, quando falamos dos filmes. Agora, claro, todos nós alugamos três filmes e não assistimos provavelmente o que deixamos por último, mas havia um certo comprometimento que te fazia pelo menos pensar em ver. E talvez você ia até a loja para pegar Top Gun e era o que você queria.

Comente!