Finn Wolfhard recentemente atiçou a ira de alguns fãs após não conseguir dizer “olá” para uma multidão de fãs que o aguardavam do lado de fora do hotel onde se hospedara. Em um vídeo postado e logo depois deletado sobre fãs observando a aparição de Wolfhard, ele pode ser visto entrando no complexo sem vê-los esperando. Um dos fãs, então, o chama de rude. Mais tarde, no Twitter, um post o chamou de “sem coração”.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Há uma noção pré-conceitual de que todos os atores são obrigados a falar com seus fãs, não importa o tempo e o local, visto que “eles devem aos fãs o fato de serem famosos”. As jovens atrizes Shannon Purser (Barb em Stranger Things) e Sophie Turner (Sansa em Game of Thrones) falaram abertamente sobre isso e defenderam a ideia de que atores mais jovens devem ter um espaço para si mesmo. “Nenhum ator tem obrigação de parar a qualquer momento”, Purser declarou.

Wolfhard falou sobre o evento em sua própria conta pessoal. “Eu não quero excomungar ninguém deste fandom, mas se vocês estiverem falando sério, vocês não vão assediar meus amigos ou colegas de trabalho”, ele escreveu. Logo depois, o ator-mirim declarou que “qualquer um que se diz ‘fã’ e logo depois persegue alguém por literalmente fazer seu trabalho é ridículo”.

Esse não é a primeira vez que um fandom se mostra extremamente incompreensível perante a atitude de certos artistas. Ano passado, Justin Bieber falou abertamente contra fãs que o ameaçavam sobre sua nova namorada. Em setembro, o co-criador de Rick and MortyDan Harmon condenou os fãs que assediavam as roteiristas mulheres do show. Logo, a exasperação de Wolfhard é sim válida e serve como um alerta para inúmeros “fãs” tóxicos.

Comente!