em

Dakota Johnson, de 50 Tons de Cinza, afirma que trabalho com filmes de estúdio é uma “prostituição artística”

A jovem atriz Dakota Johnson, da franquia 50 Tons, afirmou em entrevista à Variety que trabalhar em grandes produções de filmes de estúdio funciona como uma produção artística. 

“Às vezes, com os filmes de estúdio, há tantos cozinheiros na cozinha e tantas cotas criativas que você precisa atingir. É como prostituição artística. Com filmes independentes, você tem a liberdade de encontrar e cultivar a magia daquela história especificamente em vez de atender às massas.”

O último filme de Johnson é Suspiria, remake bastante criticado pela imprensa internacional do filme clássico de Dario Argento

A partir dessa declaração, a atriz entra no time de atores que preferem trabalhar com mais liberdade em produções independentes. Uma turma que só tende a crescer.

O que você achou desta publicação?

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Narcos: México é renovada para a 2ª temporada