em

Game of Thrones | Conheça a Companhia Dourada, o exército mercenário de Cersei Lannister

Spoilers!

Com bastante eficiência, a season finale de Game of Thrones trouxe a vinda de novas jornadas que serão concluídas no ano que vem. Seja com Jaime partindo para o Norte, com Theon jurando salvar Yara ou com o Rei da Noite estraçalhando a Muralha. Mas uma das mais importantes e que está sendo pouco comentada é a da partida de Euron para Essos, na tentativa de alugar o exército mercenário da Companhia Dourada.

Com dez mil homens que nunca abandonam um trabalho pelo preço certo, Cersei pretende resistir seja quem for o vencedor da Grande Guerra: os mortos ou os vivos. Sabendo que seu reinado está bem próximo de acabar, a Rainha decide levar o máximo possível de inimigos junto com ela para o túmulo. Algo bastante digno para uma Rainha Louca. 

Mas existe uma história bem rica e interessante para os homens mercenários da Companhia Dourada que deve ter capturado a atenção dos leitores de As Crônicas de Gelo e Fogo. O motivo é simples: a Companhia deverá desempenhar um papel decisivo nos próximos clímaces dos romances. E, quem sabe, também no seriado?

A Companhia foi fundada pelo Grande Bastardo, Aegor Rivers, filho do rei Aegon IV Targaryen com uma de suas amantes. Aegor tentou tomar o trono de seu pai em um episódio conhecido como a Revolta de Blackfyre, mas acabou perdendo para seu pai. O bastardo fugiu de Westeros e partiu para as Cidades Livres, servindo os Segundos Filhos por um ano. 

Mantendo a vocação com a espada, Aegor decide fundar sua própria organização de mercenários: a Companhia Dourada. Aegor buscou recrutar diversas pessoas como ele: exilados e indesejados por Westeros, sejam dos Sete Reinos, do Mar Dothraki ou das Cidades Livres. Em pouco tempo, a legião de mercenários cresceu e começou a ganhar sua enorme reputação.

Tudo isso graças ao infame contrato com Qohor, a cidade dos feiticeiros. A cidade contratou os serviços dos mercenários, mas se recusou a pagar o valor acordado depois do fim da missão. Logo, toda a Companhia atacou a cidade, pilhando tudo o que havia nela. 

A disciplina é tudo para os homens da Companhia Dourada. Não tocam o caos como outros mercenários comumente fazem. É comum que seus soldados tenha um colar de anéis, os quais cada um representa um ano de serviço ao lado dos companheiros dourados. Preferem ser chamados de Irmandade de Exilados em vez de mercenários pagos. 

Porém, a característica mais importante da Companhia, neste momento, é a presença de Jovem Griff, o rapaz que diz ser Aegon Targaryen, filho de Rhaegar e Elia Martell, cuja história contei aqui. Nessa altura do campeonato, acreditamos ser muito improvável que esse personagem apareça do nada nos últimos seis episódios do seriado. Mas nos livros a história é bem diferente. No atual momento de A Dança dos Dragões, Griff e a Companhia partiram para os Sete Reinos, iniciando uma nova conquista. 

Mas e no seriado? O que será feito da lendária Companhia. Acredito que Euron trairá Cersei. Contratará os serviços dos mercenários para si e invadirá Porto Real para reclamar o Trono de Ferro para si e usar Cersei como esposa de sal. Acredito que a rainha cometeu o erro mortal em confiar em alguém. Ainda mais alguém que era desconhecido a ela até pouco tempo. Caso venha acontecer isso, teremos grandes batalhas por Porto Real, nas quais poderemos ver toda a glória sanguinária da Companhia e de seus elefantes de guerra. 

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Matheus Fragata

Editor-geral do Bastidores, formado em Cinema seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

McDonald’s | Novo McFlurry de Prestígio com Leite Moça entra para o cardápio

Crítica | Emoji: O Filme