4 minutos de puro terror! O clímax da season finale mais longa da história de Game of Thrones deu tanto o que falar que até os criadores do seriado já vieram a público dar seus pitacos sobre os eventos ocorridos. 

Segura que tem spoiler no resto do texto

Nos minutos finais de The Dragon and the Wolf, o Rei da Noite e sua legião de mortos conseguem invadir o sul de Westeros graças a Viserion, agora um Dragão White Walker, após derreter uma enorme porção da Muralha. 

Por muitos anos, nós já sabíamos o final da penúltima temporada. Não tinha como escapar disso. A Muralha já repeliu essas criaturas por mais de oito mil anos e continuaria assim até que alguém enfiasse um buraco enorme nela a ponto de ruir. Desde o início do seriado, tínhamos o instrumento perfeito para fazer isso: um dragão. Logo, era algo lógico a se fazer.

Nós queríamos contrastar com o final da 6ª e de outras temporadas anteriores. Elas terminavam em tons triunfantes e otimistas então queríamos fazer algo similar ao que fizemos com a 2ª Temporada, quando finalmente vemos os Outros claramente pela 1ª vez. Um final verdadeiramente aterrorizante e horrível que imponha urgência para os próximos acontecimentos., disseram os dois showrunners do seriado. 

Agora, o problema é esperar um ano ou até mesmo dois para ver como a história termina. Por enquanto, o Rei da Noite vai voar e caminhar por um bom tempo até Game of Thrones voltar.