2018 pode ter nos entregue muitos filmes ruins – numa quantidade assustadora -, mas também nos presenteou com algumas preciosidades do cinema contemporâneo. E para homenageá-las, montamos uma singela lista com os melhores filmes do ano, sem qualquer ordem específica, e que realmente merecem um pouco mais de apreciação tanto pelo público quanto pela crítica especializada (afinal, alguns deles até mesmo passaram despercebidos por muita gente).

Confira as nossas escolhas abaixo e não esqueça de deixar seu comentário!

AS AVENTURAS DE PADDINGTON 2

Paddington é um dos personagens mais fofos a já ganharem espaço nas telonas. E sendo esquecido por grande parte dos cinéfilos de plantão, merece um lugar muito especial na nossa lista, principalmente por elevar a qualidade do primeiro longa-metragem. Em As Aventuras de Paddington 2, o urso selvagem tem uma missão mais que especial: encontrar o presente perfeito para o centésimo aniversário de sua Tia Lucy. Nesse meio-tempo, ele se mete nas mais variadas confusões e, com um elenco de ponta formado por Hugh Bonneville, Sally Hawkins Julie Walters, não é surpresa que tenha ganhado uma das melhores recepções do ano.

NASCE UMA ESTRELA

Em um filme que tinha tudo para dar errado, Bradley CooperLady Gaga realmente criaram mágica. O quarto remake do musical tour-de-force Nasce Uma Estrela foi aclamado nacional e internacionalmente, colocando ambos os atores nos circuitos de premiação mais famosos do mundo e marcando um novo passo para suas carreiras. O grande ápice, entretanto, vem nas incríveis performances de Cooper, como o astro de rock Jackson, e de Gaga, mostrando mais uma vez sua versatilidade como atriz ao encarnar a cantora amadora Ally.

HEREDITÁRIO

Quando ninguém mais acreditava que o gênero de terror conseguiria se recuperar, Ari Aster veio em 2018 para colocar sua marca na indústria cinematográfica. Trazendo Toni Collette em uma performance digna de aplausos, a história gira em torno de uma família assombrada por um pacto de sangue quase secular que os coloca em perigo constante. A estreia diretorial de Aster não apenas lhe rendeu grande aclamação, mas também transformou a perspectiva clichê dos filmes de terror, nos levando para um universo angustiante e assustador.

TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME

Não é exagero dizer que Três Anúncios Para um Crime é o melhor longa de Martin McDonagh. E essa constatação não se dá apenas em razão da evidente melhora técnica, mas também por causa do equilíbrio que existe entre a comédia e o drama, um elemento vital para que se concretize o objetivo do diretor: entregar uma obra viciante em que todas as expectativas são quebradas, cuja trama te leve a lugares impensáveis e através da qual o público entre em contato com emoções genuínas e fortes. Em suma, um filme engraçado e emotivo, perfeito para rir e chorar. – Miguel Forlin

critica buscando filme

BUSCANDO…

Buscando… é um animador vislumbre do futuro. Através de ferramentas modernas e recursos inteligentes, Angeesh Chaganty captura como poucos a forma de comunicação humana no século XXI, conseguindo enxergar possibilidades de drama e suspense no mundano. É uma revolução na forma de se contar histórias. – Lucas Nascimento

AS VIÚVAS

As Viúvas é mais um grande trabalho de Steve McQueen, que revela ser capaz de conduzir uma narrativa bem mais comercial e de apelo ao público, mas com suas marcas autorais sempre no próximo nível. Sempre um alento ver que o cinema de gênero pode encontrar formas de se renovar. – Lucas Nascimento

FIRST REFORMED

O Reverendo Ernst Toller (Ethan Hawke) é um pastor solitário que vê sua vida mudar quando uma paroquiana grávida, interpretada por Amanda Seyfried, pede a ele para dar conselhos a seu marido, um ambientalista radical que não deseja trazer mais uma criança para o mundo. O filme tornou-se um sucesso inesperado, trazendo a delicadeza do roteirista e diretor Paul Schrader e temas considerados clássicos para uma perspectiva contemporânea e complexa.

A BALADA DE BUSTER SCRUGGS

Talvez A Balada de Buster Scruggs não entre nos melhores filmes dos Irmãos Coen de fato, mas com certeza, é um dos de personalidade mais única. Que mesmo não acertando em todas as notas que almeja, é um filme nunca cansativo e constantemente intrigante e divertido em suas desventuras de diferentes tons e gêneros dentro de um só, o Western que eles mais uma vez provam que amam e idolatram. Que com certeza vai irritar alguns e criar vínculos especiais com outros, assim como cada emocionante e hilárias histórias contadas aqui. – Raphael Klopper (adaptado)

INFILTRADO NA KLAN

Infiltrado na Klan traz um Spike Lee como há muito tempo não víamos. Com boa condução para um thriller policial cheio de toques cômicos, o filme se beneficia do roteiro sólido e do elenco inspiradíssimo. E mais do que isso, é um importante alerta sobre o perigo do racismo e da intolerância, que segue mais forte a cada dia. – Lucas Nascimento

AQUAMAN

Aquaman é um retorno à boa forma da DC, que parece ter aprendido a lição e voltou ao básico do que funciona no gênero: histórias bem contadas, concentradas em jornadas de herói bem executadas. Adicione a direção magistral de James Wan, e temos aquele que é sem dúvida o filme mais épico de 2018, e uma das melhores produções do gênero em anos. – Lucas Nascimento

Comente!